http://www.revistas.usp.br/aspas/issue/feed Revista Aspas 2019-09-10T15:28:41-03:00 Felisberto Sabino da Costa revista.aspas@gmail.com Open Journal Systems <p>Revista do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade de São Paulo</p> http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/146560 (Des)tecendo os fios de uma pesquisa entre teatro, filosofia e poesia 2019-09-02T11:51:55-03:00 Charles Valadares charles.ufmg.valadares@gmail.com <p>Este artigo compartilha os caminhos da pesquisa que estou desenvolvendo como mestrando em Artes da Cena, na Escola de Belas-Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, revelando os bastidores do processo. Meu projeto é elaborar uma desmontagem cênica textual a partir de um trabalho cênico autoral já existente, que conversa com a poética de Manoel de Barros. A redação da dissertação terá como eixo a análise fenomenológica da dramaturgia já concebida, das produções escritas geradas ao longo do mestrado, e do diário de pesquisa confeccionado durante o processo de orientação em conversa com leituras sobre poesia, filosofia e teatro. A dissertação poderá suscitar reflexões acerca de uma prática criativa que mescle literatura e discursividade cênica, além de contribuir para a criação de trabalhos cênicos contemporâneos que tematizem a infância.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/154777 Contra uma arquivização da África na cena 2019-09-02T11:51:55-03:00 Luciano Mendes de Jesus mridangan@yahoo.com.br <p align="justify">Este artigo elabora questões do projeto de doutorado <em>Transcriações de tradições: presença e movência de elementos de africanidades</em> em cenas contemporâneas, problematizando a construção do imaginário artístico sobre a África no teatro, a partir dos equívocos que o conceito de arquivo pode trazer às complexidades das transposições ideoplásticas dos sistemas culturais africanos e afrodiaspóricos para a cena teatralperformativa contemporânea. Em diálogo com diferentes teóricos da arte africana contemporânea, o trabalho pretende apresentar linhas de fuga para uma relação criativa com os elementos de africanidades nas cenas pós-dramáticas para além da leitura de África como objeto arquívico.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/154731 À Mesa 2019-09-02T11:51:55-03:00 Kenia Dias keniaksd@gmail.com <p>Este artigo pretende analisar o objeto-sujeito Mesa do Grupo Galpão, de Minas Gerais como uma possível materialidade para o que podemos chamar de diário, agindo como uma espécie de canteiro documental do grupo, com informações espaciais, verbais, temporais e gráficas que, entre tantos desafios e (re)existências, luta contra o esquecimento de processos. Com um suporte de ferro e um tampo largo e quadrado de madeira gasta, a Mesa, aqui, será analisada como um código móvel em diálogo com as reflexões que compõem o diário Perto: um diário de montagem (ainda não publicado), escrito pelo ator e fundador do grupo, Eduardo Moreira, cuja escrita aconteceu durante o processo de criação da peça Nós, dirigida por Márcio Abreu. O diário também será analisado com o poema-escritura em processo A Mesa, de Francis Ponge, o livro A poética do espaço, de Bachelard, e a teoria de redes de criação de Cecilia Salles.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/157708 Memórias de mãe e filha 2019-09-02T11:51:54-03:00 Andréia Nhur deianhur@yahoo.com.br <p>Este texto-documento traz diferentes fases do Grupo Pró-Posição Dança em suas investigações artísticas no campo da historiografia e da memória. Arquivos, depoimentos, gestos citados e lembranças evocadas pelo movimento anunciam uma dança traçada pelos fluxos de memória entre mãe e filha artistas.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/154817 O batuque nasce do coração 2019-09-02T11:51:55-03:00 Tiago Lazzarin Ferreira lazzarintiago@gmail.com <p>O presente artigo possui o objetivo de desenvolver uma reflexão sobre a concepção de escola pública análoga à ideia de escola de samba, lugar onde o batuque é um privilégio e onde o samba nasce do coração, tal como nos versos da letra da canção “Feitio de oração” composta pelos sambistas Noel Rosa e Vadico. Esta concepção foi desenvolvida a partir de uma pesquisa de doutorado realizada em uma escola pública de São Paulo, a respeito do engajamento estético de jovens estudantes do ensino médio. A pesquisa envolveu uma série de práticas musicais percussivas baseadas nas linguagens dos gêneros musicais do rap e do jazz. Com base nas proposições de Muniz Sodré sobre o princípio da <em>Arkhé</em>, que designa um modo de pensar segundo o todo, sugerimos uma concepção de escola como lugar do engajamento estético, onde o sentido dos gestos é intrínseco, e não exterior a si mesmo.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/154827 O desejo de guardar e as tarefas de proteger e disponibilizar 2019-09-02T11:51:54-03:00 Fabiana Siqueira Fontana fontanafabiana@yahoo.com.br <p>No contexto nacional, documentos ligados à prática e ao pensamento teatral ganham cada vez mais visibilidade em espaços virtuais. Porém, será que estamos de fato atentos ao compromisso com a proteção de arquivos e coleções dessa natureza, assim como com a garantia de seu real acesso? Sendo tais noções constitutivas da própria ideia de patrimônio documental, este trabalho visa explorar questões técnicas essenciais na discussão sobre os deveres impostos pela custódia dos acervos teatrais.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/154629 Arquivo e repertório na performance de Rolando Boldrin 2019-09-02T11:51:55-03:00 Pedro Isaias Lucas arteriacine@gmail.com <p>Este artigo analisa a prática performática do ator e contador de causos Rolando Boldrin e sua relação com a prática arquival, a partir do acompanhamento de uma gravação do programa de televisão Sr. Brasil da TV Cultura, colocando em perspectiva a observação de fatos relacionados à formação desse ator decano. O texto também sugere a influência da utilização de métodos da cartografia na observação da performance de Boldrin e na produção de dados realizada pelo autor.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/154782 A Comédia Cearense – O compromisso com a memória 2019-09-02T11:51:55-03:00 Paula Gotelip paulagotelip@gmail.com <p class="Padro">Este trabalho apresenta o compromisso do grupo Comédia Cearense com o seu acervo e a preocupação com a catalogação e com a publicação de seus trabalhos. A Comédia Cearense foi fundada em 1957 e desde então mantém suas atividades de forma ininterrupta, tanto no teatro adulto quanto no infantil. Ao compartilhar a história do grupo e seus arquivos, descrevem-se marcos do teatro cearense e brasileiro.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/154807 Historiografia política da textualidade teatral da figura travesti 2019-09-02T11:51:55-03:00 Dodi Tavares Borges Leal dodi@usp.br <p>Como se documentou a teatralidade travesti ao longo da história? Como o texto se interpôs à encenação ao longo da história teatral no sentido de articular a categoria travesti? O desenvolvimento de produções cênicas contemporâneas cujo bojo investigativo destaca os desafios de reconhecimento das transgeneridades no social nos remete à reflexão sobre quais as variações psicossociais da participação textual da categoria travesti na historiografia do teatro. Este artigo traz o levantamento e análise da produção textual sobre as transgeneridades no teatro em três períodos históricos: a) Baixa Idade Média (séculos XI a XV) e Renascença Italiana (séculos XIII a XV); b) Teatro Elisabetano (século XVI); e c) Comédie Française (séculos XVII e XVIII). Para verificar os modos como as produções teatrais que contém a figura travesti fizeram frente ao momento social próprio de cada época, refletimos sobre o efeito estético e as mudanças nos modos de recepção teatral da figura travesti.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/159052 Entrevista com Ana Longoni 2019-09-02T11:51:54-03:00 Paola Lopes Zamariola paola.lopes.zamariola@gmail.com Ana Longoni analongoni@gmail.com <p>Entrevista realizada em 4 de abril de 2019, por Paola Zamariola.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/159042 As danças de depois 2019-09-10T15:09:45-03:00 Isabelle Launay isabelle.launay@univ-paris8.fr <p>Este texto apresenta as potencialidades do trabalho de citação em dança, abordando esse ato como uma força motriz. Em seguida, com olhar genealógico sobre a história da dança, debate a reprise e circulação de gestos passados em criações contemporâneas.</p> <p>Tradução de texto. Este texto é constituído de extratos do livro _Cultures de l’oubli et citation: les danses d’après, II_. Pantin: Centre national de la danse, 2018. (Culturas de esquecimento e citação: as danças de depois, II).</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/156152 O Teatro de Arte de Moscou e seus arquivos 2019-09-02T11:51:54-03:00 Fausto Viana faustoviana@uol.com.br <p>O Teatro de Arte de Moscou (TAM) foi fundado em 1898 por Konstantin Aleksiêiev (cujo nome artístico era Stanislavski) (1863-1938) e por Vladimir Niemiróvitch-Dântchenko (1858- 1943). Toda sua documentação, produzida ao longo de 121 anos de atividade, é rica fonte de informações para o pesquisador que pretende se aprofundar nas inúmeras possibilidades investigativas que uma companhia de teatro oferece, desde as técnicas de interpretação e direção até a documentação de administração e a correspondência pessoal entre os membros da companhia. Neste artigo, desejo abordar o que o TAM ofereceu à minha pesquisa sobre trajes de cena nas encenações de Stanislavski, sob as diferentes perspectivas documentais apresentadas por Johanna W. Smit e Viviane Tessitore para arquivos, bibliotecas e museus.</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas http://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/160008 Editorial 2019-09-10T15:28:41-03:00 Danilo Silveira danilosilveira86@gmail.com Diego Marques danilosilveira86@gmail.com Sofia Vilasboas Slomp sofia.vilasboas@usp.br <p>Editorial</p> 2019-08-29T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2019 Revista Aspas