Portal da USP Portal da USP Portal da USP

O mediador e a mediação de literatura para crianças surdas

Ana Paula Pereira, Sueli Bortolin

Resumo


Discute a mediação da leitura e da literatura infantil como fator de inclusão e de acessibilidade para as crianças surdas. Aborda como a mediação pode contribuir na valorização da autonomia e dignidade das crianças surdas. Destaca o papel do mediador de leitura como facilitador da relação entre o leitor e o texto, salientando que ler é um direito de todos. Elenca as possibilidades da literatura infantil, da descoberta dos significados a partir do olhar, das percepções e experiências do leitor. Afirma que a mediação com livros de imagem pode propiciar o interesse e o gosto pelos livros e pela literatura. Por intermédio de um estudo de campo e da entrevista gerativa de narrativa objetivou-se evidenciar a mediação por meio de livros de imagem como incentivo à leitura para crianças surdas, além de mencionar as dificuldades que as crianças surdas enfrentam no universo da leitura; identificar as atividades que propiciam a apropriação da leitura pelas crianças surdas; elencar as estratégias e habilidades do mediador para propiciar a leitura para as crianças surdas e apresentar os livros de imagem como possibilidade de mediação para as crianças surdas. Parte do princípio de que os mediadores enfrentam dificuldades na inserção das crianças surdas no universo da leitura e de que o livro de imagem seria uma possibilidade de superá-las. Enfatiza que a responsabilidade do mediador em favorecer o desenvolvimento das crianças surdas de maneira crítica, consciente e ética é possível e, também, necessária. Conclui que a mediação com livros de imagem pode se constituir em ação de incentivo à leitura para crianças surdas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-5894.berev.2016.112384

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.