Calcium and the effects of drugs on smooth muscle of the oesophagus of Aplysia brasiliana (Mollusc-Opistobranch)

  • Paulo Sawaya Departamento de Fisiologia Geral e Animal. Universidade de São Paulo
  • Ivete N. Cipolli Instituto de Biologia Marinha. Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Cálcio, Musculatura, Aplysia brasiliana

Resumo

A musculatura do esôfago de Aplysia brasiliana estimulada pelo menos com 1 mg/ml de ACh contrae-se rapidamente e apresenta contração sustentada. O relaxamento segue-se imediatamente após a lavagem da preparação. Durante a contração sustentada os movimentos espontâneos não se abolem. ACh é bloqueada pela atropina. A serotonina provoca contrações em doses fracas. A nicotina determina forte contração sendo longo o tempo de relaxamento. Demonstrou-se também que o efeito da AChdepende da presença de ions cálcio no líquido perfusor, o mesmo ocorrendo com a serotonina. Verificou-se ainda que o 1/3 anterior do órgão é praticamente insensível à ACH e os 2/3 posteriores se comportam em relação a êste éster como órgão total. Êste fato é discutido.
Publicado
1969-12-21
Seção
Artigos