Contribuição ao conhecimento da biologia do peixe-rei, Xenomelaniris brasiliensis (Quoy & Gaimard, 1824) (Atherinidae), no complexo baía-estuário de Santos e São Vicente, Brasil

  • Alfredo Martins Paiva Filho Universidade de São Paulo; Instituto Oceanográfico
  • Roberto Giannini Universidade de São Paulo; Instituto Oceanográfico
Palavras-chave: Crescimento, Relação peso/comprimento, Fator de condição, Contagens merísticas, Morfometria, Xenomelaniris brasiliensis, Atherinidae, Estuários, Santos, São Vicente, Brasil

Resumo

Através de um programa de amostragem com arrastos de praia no complexo baía-estuário de Santos e São Vicente, de dezembro de 1984 a novembro de 1985, foram capturados 2.632 exemplares do peixe-rei Xenomelaniris brasiliensis. Neste trabalho foram analisados a ocorrência, o crescimento, a relação peso / comprimento, o fator de condição e caracteres merísticos e morfométricos. X. brasiliensis foi capturada durante todo o ano na região, sendo mais abundante no verão e outono; a distribuição foi unimodal e o maior exemplar capturado mediu 131,6 mm. O recrutamento dos juvenis à arte de pesca utilizada teve início no final da primavera, possivelmente relacionado com uma desova de inverno.
Publicado
1990-06-01
Seção
Artigos