Aspectos bioecológicos de Stellifer rastrifer (Perciformes: Sciaenidae) na Baía de Santos, SP

  • Roberto Giannini Universidade de São Paulo; Instituto Oceanográfico
  • Alfredo Martins Paiva Filho Universidade de São Paulo; Instituto Oceanográfico
Palavras-chave: Estrutura da população, Número da população, Distribuição por tamanho, Relação comprimento/peso, Crescimento, Recrutamento, Mortalidade, Efeitos ambientais, Stelliffer rastrifer, Sciaenidade, Estuários, Santos, SP, São Vicente

Resumo

Através de um programa de amostragem, com arrastos de praia e de fundo, no complexo baía-estuário de Santos e São Vicente, de março de 1985 a maio de 1986, foram capturados 7.260 exemplares de Stellifer rastrifer. Nesse trabalho foram analisados a ocorrência, a abundância, a distribuição de comprimentos, a influência de fatores ambientais, a relação peso/comprimento, o crescimento, o recrutamento e a mortalidade. S. rastrifer foi capturada na região durante todo o período e foi mais abundante e freqüente no outono, no lado oeste dos setores mediano e interno. Jovens do ano foram capturados primeiramente de janeiro a maio nas zonas mais profundas, migrando posteriormente para zonas mais rasas, de águas mais quentes e doces. As baixas capturas encontradas na primavera podem estar relacionadas com uma emigração em massa ao oceano, decorrentes de uma desova de verão. S. rastrifer apresentou altos valores do coeficiente de crescimento e das taxas de mortalidade total e de explotação.
Publicado
1990-06-01
Seção
Artigos