Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Anatomia descritiva comparativa da artéria femoral de cachorro-do-mato, raposa-do-campo e lobo-guará

Daiane dos Santos de Deus, Karime Cássia Silveira Gondim, Lázaro Antônio dos Santos, Daniela Cristina de Oliveira Silva, Lucas de Assis Ribeiro, Rodrigo Lopes de Felipe, Gustavo Alexandre de Oliveira Silva, Zenon Silva, Roseâmely Angélica de CARVALHO-BARROS

Resumo


O objetivo deste estudo foi descrever a anatomia da artéria femoral em canídeos selvagens, como o cachorro do mato (Cerdocyon thous), a raposa do campo (Lycalopex vetulus) e o lobo-guará (Chrysocyon brachyurus). Foram utilizados dois espécimes de cada grupo canídeo. Solução de látex vermelha foi injetada no sistema arterial dos animais, que foram então fixados em solução aquosa de formaldeído a 10% e dissecados seguindo as técnicas rotineiras da anatomia macroscópica. Nos três grupos canídeos, o padrão arterial foi semelhante ao descrito para canídeos domésticos, em que a artéria femoral profunda origina da artéria ilíaca externa, ainda na cavidade abdominal, e envia seu primeiro ramo, a artéria femoral circunflexa lateral. Alguns ramos musculares, uma ou duas artérias femorais caudais e os ramos terminais - a artéria genicular descendente, a artéria safena e a artéria poplítea - são originários da artéria femoral. O padrão de origem desses vasos também mostra semelhanças com as de canídeos domésticos, às vezes formando troncos e ocasionalmente originando individualmente. Assim, pode-se concluir que o padrão anatômico da artéria femoral e seus ramos em canídeos selvagens mostra semelhanças com a dos canídeos domésticos, mas variações inerentes em cada espécie também estão presentes.


Palavras-chave


Animais selvagens; Mamíferos do Cerrado; Canídeos neotropicais; Sistema circulatório

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2017.105049

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.