Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Genes de enterotoxinas, multirresistência a antimicrobianos e caracterização molecular de espécies de Staphylococcus spp. isoladas de leite bovino orgânico

Amanda Keller Siqueira, Tatiana Salerno, Gustavo Henrique Batista Lara, Larissa Anuska Zeni Condas, Valéria Cataneli Pereira, Danilo Flávio Moraes Riboli, Fernando josé Paganini Listoni, Aristeu Vieira da Silva, Domingos da Silva Leite, Maria de Lourdes Ribeiro de Souza da Cunha, Márcio Garcia Ribeiro

Resumo


A emergência de estafilococos multirresistentes e resistentes à meticilina, isolados de animais, alimentos e humanos é uma preocupação em saúde pública. Esses micro-organismos produzem diferentes toxinas relacionadas à intoxicação alimentar em humanos. Este estudo caracterizou Staphylococcus spp. isolados em duas fazendas orgânicas no Brasil. Foram coletadas 259 amostras de leite em duas propriedades leiteiras orgânicas, nas quais 58 (22,4%) estirpes de Staphylococcus spp. foram isoladas. A maior sensibilidade dos isolados foi observada para ceftiofur e sulfametoxazol/trimetoprim em 96,6%. Em contraste, acima de 89% de resistência dos estafilicocos foi encontrada para penicilina G. O gene mecA foi identificado em 13,8% dos isolados. SEA e SEC foram as enterotoxinas mais comumente detectadas. PFGE revelou heterogeneidade genética entre S. intermedius e S. warneri, enquanto S. aureus demonstraram perfis semelhantes entre isolados dos dois rebanhos estudados. Relata-se pela primeira vez no Brasil a detecção de enterotoxinas, o gene mecA e diversidade genética em estafilococos isolados de vacas em produção orgânica.

Palavras-chave


Rebanho orgânico; Multirresistência; mecA; PFGE; SCN

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2017.109171

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.