Influência da gestação e do puerpério sobre o eritrograma de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen, criados no Estado de São Paulo

  • Rinaldo Batista Viana Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Clínica Médica, Centro de Pesquisa e Diagnóstico de Enfermidades de Ruminantes, São Paulo, SP
  • Eduardo Harry Birgel Junior Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Clínica Médica, Centro de Pesquisa e Diagnóstico de Enfermidades de Ruminantes, São Paulo, SP
  • Maria Consuelo Caribé Ayres Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Clínica Médica, Centro de Pesquisa e Diagnóstico de Enfermidades de Ruminantes, São Paulo, SP
  • Fernando José Benesi Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Clínica Médica, Centro de Pesquisa e Diagnóstico de Enfermidades de Ruminantes, São Paulo, SP
  • Regina Mieko Sakata Mirandola Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Clínica Médica, Centro de Pesquisa e Diagnóstico de Enfermidades de Ruminantes, São Paulo, SP
  • Eduardo Harry Birgel Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Clínica Médica, Centro de Pesquisa e Diagnóstico de Enfermidades de Ruminantes, São Paulo, SP
Palavras-chave: Eritrograma, Gestação, Puerpério, Caprino, Raça Saanen

Resumo

Para avaliar a influência da gestação e do puerpério sobre o eritrograma de caprinos (Capra hircus) foram coletadas 150 amostras de sangue de cabras sadias da raça Saanen, criadas no Estado de São Paulo, distribuídas em cinco grupos com 30 animais cada: G1 - cabras não prenhes; G2 - fase inicial da gestação (30 -| 60 dias de prenhez); G3 - fase média da gestação (60 -| 120 dias de prenhez); G4 - fase final da gestação (>; 120 dias de prenhez); e G5 - recém-paridas(cabras com até 30 dias pós-parto). Nas amostras de sangue coletadas em frascos contendo EDTA, foram realizadas as seguintes análises: contagem do número de hemácias, determinação do volume globular, dosagem de hemoglobina, e cálculo dos índices hematimétricos (Volume Corpuscular Médio - VCM, Hemoglobina Corpuscular Médio - HCM, Concentração de Hemoglobina Corpuscular - CHCM). Constatou-se a influência da gestação e do puerpério sobre o eritrograma, pois na fase final da gestação, houve diminuição do número de hemácias, valores estes que retornaram no puerpério aos patamares observados nas cabras não prenhes, fases inicial e média da gestação. A avaliação do volume globular e da taxa de hemoglobina não revelou variações significativas que pudessem ser atribuídas à gestação ou ao puerpério. Na análise dos índices hematimétricos, verificou-se que os valores do VCM e do HCM foram maiores nas cabras na fase final de gestação e nas recém-paridas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2003-01-01
Como Citar
Viana, R., Birgel Junior, E., Ayres, M., Benesi, F., Mirandola, R., & Birgel, E. (2003). Influência da gestação e do puerpério sobre o eritrograma de caprinos (Capra hircus) da raça Saanen, criados no Estado de São Paulo. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 40(3), 178-184. https://doi.org/10.1590/S1413-95962003000300003
Seção
NÃO DEFINIDA