Ocorrência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em urubus (Coragyps atratus) do Brasil

  • Solange Maria Gennari Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária e Saúde Animal
  • Tania de Freitas Raso Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Patologia
  • Fernanda Junqueira Vaz Guida Fundação Parque Zoológico de São Paulo
  • Hilda Fátima Jesus Pena Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária e Saúde Animal
  • Herbert Sousa Soares Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária e Saúde Animal
  • Jitender Prakash Dubey United States Department of Agriculture, Agricultural Research Service, Agricultural Research Center, Animal Parasitic Diseases Laboratory
Palavras-chave: Coragyps atratus, Urubus, Toxoplasma gondii, Anticorpos, Brasil

Resumo

Este e o primeiro relato de infecção por Toxoplasma gondii em urubus (Coragyps atratus) que são aves carniceiras obrigatórias, encontradas no continente americano. Amostras de soro de 121 urubus, capturados em área urbana da cidade de São Paulo, Brasil, foram testadas quanto a presença de anticorpos anti-T. gondii pelo teste de aglutinação modificada (MAT, ponto de corte de 1:5). Anticorpos foram encontrados em 16 (13,2%) aves com títulos de 1:5 (6 aves), 1:10 (8 aves) e 1:20 (2 aves).

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-08-18
Como Citar
Gennari, S., Raso, T., Guida, F., Pena, H. F., Soares, H., & Dubey, J. (2017). Ocorrência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em urubus (Coragyps atratus) do Brasil. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 54(2), 197-199. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2017.128818
Seção
NOTA PRÉVIA