Celulite juvenil canina: Estudo retrospectivo (2009-2016)

  • José Artur Brilhante Bezerra Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
  • Julianna Pereira da Silva Santos Clínica Veterinária Nobreza Canina
  • Kilder Dantas Filgueira Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Hospital Veterinário Jerônimo Dix-Huit Rosado Maia
Palavras-chave: Dermatite piogranulomatosa estéril, Canis familiaris, Dermatologia

Resumo

A celulite juvenil (CJ) é uma doença vesiculopustular incomum que acomete cães principalmente na faixa etária inferior aos quatro meses. Este trabalho analisou o perfil epidemiológico, clínico e terapêutico da CJ em cães a partir da casuística do Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, referente aos anos de 2009 a 2016. Cinco casos foram diagnosticados, incluindo quatro cães (80%), sem raça definida e com idade média de dois meses e 22 dias, e um da raça Rottweiler (20%) com 38 meses de idade. O período evolutivo médio das lesões foi de 16 dias e os principais sinais clínicos observados foram edema, pápulas, pústulas e secreção ótica bilateral. O diagnóstico foi confirmado por citologia (80%) e histopatologia (20%). Em todos os animais, o tratamento consistiu de cefalexina, administrada por 30 dias, e prednisolona, por três semanas. A terapia otológica tópica foi incluída quando necessária. Em quatro casos o desfecho clínico foi favorável. A CJ é uma dermatopatia rara que merece atenção especial dos clínicos veterinários.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-31
Como Citar
Bezerra, J. A., Santos, J., & Filgueira, K. (2017). Celulite juvenil canina: Estudo retrospectivo (2009-2016). Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 54(4), 407-411. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2017.133694