Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Paniculite farmacodérmica decorrente de vermifugação em um cão - relato de caso

Cayo Yuji Nitta, Solange Maria Gennari, Juliana Isabel Giuli da Silva Ferreira, Leandro Haroutune Hassesian Galati, Carlos Eduardo Larsson

Resumo


É prática corrente em ambulatórios, consultórios, clínicas e hospitais veterinários paulistas, por não dizer brasileiros, a prescrição de ativos com ação vermicida, no senso lato, sem o embasamento do, hoje até prosaico, exame coproparasitológico. É sabido há muito que todo e qualquer fármaco não é inócuo e pode potencialmente acarretar agravos à saúde, e dentre estes incluem-se os ativos destinados à erradicação de parasitos entéricos. Decidiu-se assim por se relatar um caso clínico de paniculite farmacodérmica decorrente de vermifugação, bem como situar a real ocorrência de endoparasitas em pacientes, caninos e felinos, trazidos para atendimento ambulatorial no HOVET-USP.

Palavras-chave


Paniculite; Farmacodermia; Vermífugo; Coproparasitológico

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2017.133728

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.