Correlação do status sorológico para FIV e a gravidade da gengivoestomatite crônica felina

  • Reginaldo Pereira de Sousa Filho Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Medicina Veterinária
  • Keytyanne de Oliveira Sampaio Universidade Federal Rural de Pernambuco, Departamento de Medicina Veterinária
  • Didier Quevedo Cagnini Universidade Federal de Goiás
  • Assis Rubens Montenegro Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Medicina Veterinária
  • Mariana Araújo Rocha Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Medicina Veterinária
  • Janaina Serra Azul Monteiro Evangelista Universidade Estadual do Ceará, Faculdade de Medicina Veterinária
  • Marina Gabriela Monteiro Carvalho Mori da Cunha Katholiek Universiteit Leuven; Universidade Estadual do Ceará, Departamento de Desenvolvimento e Regeneração, Laboratório de Cirurgia Experimental
Palavras-chave: Estomatite ulcerativa felina, Estomatite linfocítica-plasmocítica, Glossite, Inflamação

Resumo

A gengivoestomatite crônica felina (FCGS) é um desafio para o veterinário, uma vez que a sua etiologia e tratamentos permanecem indefinidos. O presente trabalho investigou o papel do vírus da imunodeficiência felina (FIV) na gravidade do FCGS. Biópsias da mucosa oral de 19 gatos com FCGS foram divididas em dois grupos de acordo com o status sorológico de FIV. Mais tarde, o escore de lesão clínica foi correlacionado com o grau histopatológico das lesões FCGS e o grau de imunocoloração em ambos os grupos. A maioria dos animais apresentou alterações histológicas significativas, porém não foi observada correlação com a intensidade de imunocoloração para FIV. Concluiu-se que a presença de infecção por FIV ou o estado soropositivo dos animais não parece interferir com a gravidade dos sinais clínicos nem com o grau de alterações histopatológicas quando comparado ao grupo soronegativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-11-06
Como Citar
de Sousa Filho, R., Sampaio, K., Cagnini, D., Montenegro, A., Rocha, M., Evangelista, J., & da Cunha, M. G. (2018). Correlação do status sorológico para FIV e a gravidade da gengivoestomatite crônica felina. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 55(3), e143345. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2018.143345
Seção
ARTIGO COMPLETO