Hábito de consumo de leite por produtores de leite da agricultura familiar

  • Daniela Andrighi Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Adriane Ferreira Frizzo Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Iucif Abrão Nascif Junior Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Karina Ramirez Starikoff Universidade Federal da Fronteira Sul https://orcid.org/0000-0001-8378-9972
Palavras-chave: Comportamento de consumo, Lácteos, Leite cru, Questionário

Resumo

O Brasil está entre os maiores produtores de leite do mundo e a maioria dos estabelecimentos são de pequenos produtores da agricultura familiar. O leite é um produto perecível e devido as suas características nutricionais proporciona um ambiente favorável para o crescimento de bactérias. O objetivo desta pesquisa foi avaliar os hábitos de consumo de leite em propriedades da agricultura familiar, identificando as formas de consumo, avaliando os riscos e a percepção de risco pelos produtores, além de avaliar o manejo sanitário adotado nas propriedades com relação às doenças transmitidas pelo leite e derivados. Foram entrevistados 111 produtores do município de Realeza-PR. Das propriedades pesquisadas, quase metade (48,64%, 54/111) tinham uma pequena produção com até 10 animais em lactação. A maioria dos produtores possuía animais com uma baixa produtividade, sendo que a produção média de leite por animal foi menor que 10 litros. O leite produzido era consumido internamente por 93,67% (104/111) dos entrevistados e 7,2% (8/111) firmaram
ingerir o leite cru sem qualquer tratamento térmico prévio. Alguns produtores (18%, 20/111) ainda faziam derivados com o leite, como queijo e doce de leite. Apesar de 82,87% (92/111) afirmarem ter conhecimento sobre a transmissão de doenças pelo produto, apenas 49,54% (55/111) nomearam as doenças. Com relação a realização de exames, nem todos os produtores os realizavam. O presente trabalho ainda constatou que apenas 4 pessoas entrevistadas (3,6%, 4/111) associaram o consumo de leite cru a algum mal estar e afirmaram apresentar alguns sintomas como, vômito, enjoo, alergia de pele, cólica e gases. Devido a isso, se faz necessário informar e orientar os produtores sobre os riscos associados ao consumo de leite, para que assim não só a saúde do produtor seja assegurada, mas da família e da população que pode adquirir este produto informalmente. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-21
Como Citar
Andrighi, D., Frizzo, A., Nascif Junior, I., & Starikoff, K. (2019). Hábito de consumo de leite por produtores de leite da agricultura familiar. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 56(2), e155455. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2019.155455
Seção
ARTIGO COMPLETO