Avaliação das silagens de girassol (hibrido m734) obtidas em diferentes épocas de ensilagem pela técnica in vitro semi-automática de produção de gases

  • Luiz Gustavo Ribeiro Pereira Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária, Departamento de Ciência Animal, Belo Horizonte, MG
  • Rogério Martins Maurício Fundação Ezequiel Dias, Belo Horizonte, MG
  • Lúcio Carlos Gonçalves Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária, Departamento de Zootecnia, Belo Horizonte, MG
  • Thierry Ribeiro Tomich Embrapa Pantanal, Corumbá, MS
  • José Avelino Santos Rodrigues Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas, MG
  • Norberto Mario Rodriguez Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária, Departamento de Zootecnia, Belo Horizonte, MG
Palavras-chave: Girassol, Produção de gases, Silagem, Ponto de ensilagem

Resumo

Para que o girassol possa ser utilizado com sucesso na forma de silagem, é necessário que se determine o ponto ideal de ensilagem. O objetivo desse experimento foi avaliar através da técnica in vitro semi-automática de produção de gases a cinética de degradação da matéria orgânica (MO) e matéria seca (MS) das silagens do híbrido M734 ensilado com 100, 107, 114 e 121 dias após o plantio. As leituras de pressão dos gases foram feitas através de um transdutor de pressão às 2, 4, 6, 8, 10, 12, 15, 19, 24, 30, 36, 48, 72, 96 h pós-inoculação. A cinética ruminal foi descrita matematicamente por meio dos parâmetros: potencial máximo de produção de gases, "lag time", taxa de produção de gases (m) e degradabilidade efetiva da MO e MS para diferentes taxas de passagem (2, 5 e 8%/h) por um modelo unicompartimental. Verificou-se que o corte da cultura em estádios mais tardios levaram a redução no potencial máximo de produção de gases para a MO (162, 155, 144 e 139 mL) e MS (138, 129, 121 e 119 mL); elevação da "lag time" para MO (2,4, 2,5, 2,8 e 2,9 h) e MS (2,5, 2,5, 3,0 e 3,0 h); e diminuição do m para a MO (0,023, 0,022, 0,017 e 0,017 mL/h) e MS (0,022, 0,020, 0,015 e 0,016 mL/h) para as épocas 100, 107, 114 e 121 dias após o plantio, respectivamente. As épocas mais indicadas para a ensilagem do híbrido M734 foram aos 100 e 107 dias após o plantio.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2005-08-01
Como Citar
Pereira, L., Maurício, R., Gonçalves, L., Tomich, T., Rodrigues, J., & Rodriguez, N. (2005). Avaliação das silagens de girassol (hibrido m734) obtidas em diferentes épocas de ensilagem pela técnica in vitro semi-automática de produção de gases. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 42(4), 276-283. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2005.26422
Seção
NÃO DEFINIDA