Avaliação hematológica e dosagem bioquímica de ALT, AST e creatinina em elefante-marinho-do-sul, Mirounga leonina (linnaeus, 1758), encontrado no litoral de Salvador, Bahia

  • Bruno Lopes Bastos Sociedade de Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos, Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos, Salvador, BA
  • Bruno Lopes Gerson de Oliveira Norberto Sociedade de Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos, Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos, Salvador, BA
  • Rodrigo Maia-Nogueira Sociedade de Pesquisa e Conservação dos Mamíferos Aquáticos, Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos, Salvador, BA
  • José Eugênio Guimarães Universidade Federal da Bahia, Escola de Medicina Veterinária, Departamento de Patologia e Clínicas, Laboratório de Análises Clínicas, Salvador, BA
Palavras-chave: Elefante-marinho-do-sul, Mirounga leonina, Hemograma, Bioquímica sérica, Anemia

Resumo

O Centro de Resgate de Mamíferos Aquáticos (CRMA) tem trabalhado desde 1999 com o resgate e a reabilitação de cetáceos e pinípedes em situação de encalhe no litoral do Estado da Bahia. O presente trabalho objetiva apresentar e avaliar os resultados de hemogramas e dosagens séricas de alanina aminotranferase (ALT), aspartato aminotransferase (AST) e creatinina realizados em um exemplar de elefante-marinho-do-sul, Mirounga leonina (LINNAEUS, 1758), encontrado no dia 11 de fevereiro de 2002 na praia da Barra, litoral de Salvador, BA. Tratava-se de um filhote macho, com 137cm de comprimento e peso aproximado de 49kg, com estado nutricional debilitado, um ferimento no lado direito na altura da escápula. O exemplar permaneceu em acompanhamento clínico por 56 dias, sendo vermifugado com Febendazole, o ferimento suturado e tratado com álcool iodado, Nitrofurazona solução e Tartarato de Ketanserina, simultaneamente com Enrofloxacina 10%, Potenay®, Complexo B e Benerva®. No dia 16 seguinte apresentou um quadro de conjuntivite unilateral direita, sendo tratado até o final de sua estadia com pomada oftálmica à base de Cloridrato de Cloranfenicol. Durante este período colheu-se um total de seis amostras de sangue, sendo três para a realização de hemograma e as demais para dosagem de ALT, AST e creatinina. De acordo com os resultados dos eritrogramas o filhote desenvolveu um quadro de anemia, classificada como microcítica e normocrômica. Com relação aos leucogramas, destacou-se linfopenia, eosinopenia e monocitopenia, possivelmente influenciado pelas condições de estresse e o manejo. Constatou-se nos exames bioquímicos valores diminuídos para a AST e creatinina, porém não representando a existência de um quadro patológico de significância clínica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-02-01
Como Citar
Bastos, B., Gerson de Oliveira Norberto, B., Maia-Nogueira, R., & Guimarães, J. (2006). Avaliação hematológica e dosagem bioquímica de ALT, AST e creatinina em elefante-marinho-do-sul, Mirounga leonina (linnaeus, 1758), encontrado no litoral de Salvador, Bahia. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 43(1), 18-23. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2006.26513
Seção
NÃO DEFINIDA