Efeito da estrutura ovárica e da idade de bovinos da raça Holstein Friesian na quantidade e qualidade de ovócitos e de embriões produzidos in vitro

  • A. Reis Universidade dos Açores, Departamento de Ciências Agrárias, Açores
  • R. Metelo Universidade dos Açores, Departamento de Ciências Agrárias, Açores
  • P. Santos Universidade dos Açores, Departamento de Ciências Agrárias, Açores
  • F. Moreira da Silva Universidade dos Açores, Departamento de Ciências Agrárias, Açores

Resumo

O objetivo do presente trabalho, foi o estudo dos efeitos da idade e da fase do ciclo estral dos bovinos na quantidade e qualidade de ovócitos e de embriões produzidos in vitro. Para isso, foram utilizados ovócitos de 63 vacas da raça Holstein-Friesian abatidas em matadouro, com idades compreendidas entre 1 e 15 anos, as quais foram divididas em 5 lotes de acordo com a idade. Cada lote foi subdividido de acordo com a fase do ciclo estral em que o animal se encontrava no dia do abate, pela presença ou não de corpo lúteo funcional na superfície do ovário. Os lotes referentes à idade foram: ;8 anos. Após punção dos folículos, os ovócitos foram divididos nas classes A, B, C e D, tendo em conta o seu aspecto morfológico, em que apenas os de classe A e B foram usados para a FIV. Observou-se que o número de ovócitos produzidos foi diretamente proporcional à idade das vacas (R=0,99 - P<0,001). Quanto à fase do ciclo estral, as vacas em fase luteínica, produziram maior número de ovócitos que as vacas em fase folicular (P<0,001), respetivamente 7,05 ± 0,11 e 10,87 ± 1,01. Relativamente à qualidade dos ovócitos em função da idade das vacas, observou-se uma correlação positiva (R = 0,94 p<0,01) até aos [7, 8] anos, começando a baixar a partir desta idade. As vacas em fase luteínica produziram ovócitos de melhor qualidade relativamente às vacas em fase folicular (6,77 ± 0,64 e 3,84± 0,64; respetivamente). Quanto à quantidade de zigotos que clivaram, esta foi superior para os lotes de vacas em fase luteínica em comparação com os de vacas em fase folicular (59,03% e 45,52%; respetivamente), observando-se ainda que as vacas em fase luteínica produziram igualmente, em geral, maior número de embriões aos 7 dias após FIV que as vacas em fase folicular(44,23% e 31,48%; respetivamente). Os resultados do presente trabalho permitem concluir que existe uma estreita relação entre a idade e a fase do ciclo estral das vacas e a quantidade e qualidade dos ovócitos e de embriões produzidos in vitro.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-10-01
Como Citar
Reis, A., Metelo, R., Santos, P., & Silva, F. (2006). Efeito da estrutura ovárica e da idade de bovinos da raça Holstein Friesian na quantidade e qualidade de ovócitos e de embriões produzidos in vitro. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 43(5), 629-636. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2006.26571
Seção
NÃO DEFINIDA