Concentração de nitrito endometrial e a ocorrência de patologias uterinas em vacas

  • Lio Moreira Universidade Estadual do Norte Fluminense, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Campos dos Goytacazes, RJ
  • Eulógio Carlos Queiróz de Carvalho Universidade Estadual do Norte Fluminense, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Campos dos Goytacazes, RJ
  • Maria Clara Caldas-Bussiere Universidade Estadual do Norte Fluminense, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Campos dos Goytacazes, RJ
Palavras-chave: Concentração de nitrito, Enfermidades uterinas, Óxido nítrico, Vacas

Resumo

Relacionou-se a concentração de nitrito com a ocorrência de enfermidades uterinas. Lavado intrauterino de 1 ml de PBS foi realizado em 25 peças uterinas de vacas vazias para mensuração da concentração de nitrito pela reação de Griess. Elevada concentração de nitrito exibiu relação significativa com distrofia angiomatosa (157,57±108,80 µM), endometrite (102,96±87,58 µM) e fibrose periglandular (99,15±89,75 µM); e não significativa com e hiperplasida endometrial cística (94,07±18,89 µM) e adenomiose (77,40±81,25 µM). Contudo, elevada concentração de nitrito mostrou relação significativa com adenomiose acentuada profunda pelo teste t. Os resultados indicam que a síntese de óxido nítrico está elevada nessas enfermidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-06-01
Como Citar
Moreira, L., Carvalho, E., & Caldas-Bussiere, M. (2008). Concentração de nitrito endometrial e a ocorrência de patologias uterinas em vacas. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 45(3), 206-210. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2008.26698
Seção
NÃO DEFINIDA