Osteoporose em bubalinos em relação à idade, à condição clínica animal e ao estado físico-químico ósseo e do cobre hepático

  • Washington Luiz Assunção Pereira Universidade Federal Rural da Amazônia, Instituto da Saúde e Produção Animal, Belém, PA
  • Elyzabeth da Cruz Cardoso Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: Bubalinos, Osteoporose, Osteopatia, Deficiência mineral

Resumo

O presente trabalho faz parte de um programa de pesquisa de doenças metabólicas nutricionais em bubalinos no Trópico Úmido Amazônico e, nesse contexto, objetivou-se estudar os processos osteoporóticos em bubalinos criados em sistema de pastejo na Ilha de Marajó e a relação da enfermidade com a faixa etária e a condição físico-química óssea e do cobre hepático. Foram utilizados 110 animais: 39 jovens e 71 adultos, apresentando Índice de Condição Corporal entre 1 e 2. Avaliou-se um grupo composto por animais jovens e outro por animais adultos. Análises anátomoclínica e da qualidade óssea possibilitaram subdividir cada grupo em dois subgrupos, segundo a presença ou não de manifestações osteopáticas aparentes. Do terço médio da 11ªcostela direita analisou-se o cálcio, fósforo, cinza e densidade óssea e do tecido hepático determinou-se a concentração do cobre. No exame anatomopatológico, respectivamente 98,44% dos animais jovens e 96,16% dos animais adultos apresentavam algum grau de osteoporose (+, ++, +++). Foram demonstrados baixos percentuais na média do fósforo (10,69%), nas cinzas (60,24%) e na densidade (1,46 g/ml). O cobre hepático apresentou valores médios igualmente baixos (19,51 mg/kg). Os resultados mostraram que a osteoporose apresenta um quadro mais severo nos animais jovens, sendo que o processo pode estar relacionado com as baixas reservas de fósforo no tecido ósseo e do cobre no tecido hepático.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-04-01
Como Citar
Pereira, W., & Cardoso, E. (2010). Osteoporose em bubalinos em relação à idade, à condição clínica animal e ao estado físico-químico ósseo e do cobre hepático. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 47(2), 152-159. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.bjvras.2010.26841
Seção
NÃO DEFINIDA