Falhas reprodutivas associadas com a presença de do vírus da artrite-encefalite caprina, Toxoplasma gondii e Neospora caninum em caprinos no estado de São Paulo, Brasil

  • Heni Falcão da Costa Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Botucatu, SP
  • Anne Valéria Mendonça Stachissini Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Botucatu, SP
  • Hélio Langoni Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Botucatu, SP
  • Carlos Roberto Padovani Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Departamento de Bioestatística, Botucatu, SP
  • Solange Maria Gennari Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • José Rafael Modolo Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública, Botucatu, SP
Palavras-chave: Caprino, CAEV, Toxoplasma gondii, Neospora caninum, Falhas reprodutivas

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a ocorrência de anticorpos para o vírus da atrite-encefalite caprina (CAEV), Toxoplasma gondii e Neospora caninum e de possíveis associações entre a presença de anticorpos e a ocorrência de problemas reprodutivos em caprinos. Para tanto, foram colhidas amostras sangüíneas de 923 caprinos de ambos os sexos, acima de três meses de idade e oriundos de 17 propriedades leiteiras, de diferentes municípios do estado de São Paulo, Brasil. Os diagnósticos para T. gondii, N. caninum e CAEV foram baseados, respectivamente, na reação de imunofluorescência indireta (RIFI), teste de aglutinação para Neospora (NAT) e a imunodifusão em gel de ágar (IDGA). Um inquérito epidemiológico foi aplicado nas propriedades para obtenção de informações sobre dados reprodutivos (abortamentos, natimortalidade e nascimentos de filhotes fracos e prematuros) e de manejo zoossanitário. As ocorrências de anticorpos foram de 37,81% para CAEV, de 23,62% para T. gondii e de 17,23% para N. caninum. Não houve associação significativa entre a presença de anticorpos anti-CAEV e co-infecção com T. gondii ou N. caninum, sugerindo que o CAEV não predispõe os caprinos à infecção por estes agentes. Entretanto, quando havia, nas fazendas, animais com co-infecção pelo CAEV e T. gondii (p<0,01) ou CAEV e N. caninum (p<0,001) as ocorrências de falhas reprodutivas foram significativamente maiores, sugerindo que a imunossupressão causada pelo CAEV pode predispor os caprinos ao desenvolvimento de sintomas clínicos da toxoplasmose e neosporose, potencializando os riscos da ocorrência de problemas reprodutivos causados por estas enfermidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-02-03
Como Citar
Costa, H., Stachissini, A. V., Langoni, H., Padovani, C. R., Gennari, S. M., & Modolo, J. R. (2012). Falhas reprodutivas associadas com a presença de do vírus da artrite-encefalite caprina, Toxoplasma gondii e Neospora caninum em caprinos no estado de São Paulo, Brasil. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 49(1), 67-72. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v49i1p67-72
Seção
NÃO DEFINIDA