Histologia do fígado de avestruz (Struthio camelus, Linnaeus 1758)

  • Gisele Saviani Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • César Garcia Capel Wenceslau Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Roselaine Ponso Universidade de São Paulo, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Pirassununga, SP
  • Bruno Cogliati Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Cintia Maria Monteiro de Araújo Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Francisco Javier Hernandez-Blazquez Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Avestruzes, Fígado, Esteatose, Glicogênio, Colágeno

Resumo

A criação de avestruz (Struthio camelus, Linnaeus 1758) é uma atividade de grande potencial, porém não existem padrões definidos sobre a histologia do seu fígado, que é um órgão de grande importância no metabolismo. O conhecimento de sua histologia pode contribuir para a detecção de doenças e deficiências nutricionais no animal. Para este estudo foram utilizados 24 avestruzes com idades entre 12 e 18 meses (com peso médio em torno de 80 a 100 kg), provenientes do abatedouro Don Pig, em Botucatu no estado de São Paulo. Os animais foram abatidos com pistola pneumática e, após a sangria, as amostras do fígado foram processadas e observadas em microscopia de luz e microscopia eletrônica de transmissão (MET). A hematoxilina e eosina (H.E), picrossírius, Gordon e Sweets, Sudan black e o ácido peródico de Schiff (PAS) são colorações usadas respectivamente para observar a morfologia do fígado, colágeno, fibras reticulares, gordura e glicogênio. Foram encontrados os espaços portahepáticos.O glicogênio mostrou média de 5,68%, o conteúdo lipídico, média de 9,83%, o colágeno média de 14,71% e as fibras reticulares média de 5,96%. Quanto à MET notou-se no citoplasma dos hepatócitos, numerosas mitocôndrias, glicogênio, muitas gotas de gordura, alguns lisossomos, retículo endoplasmático granular ao redor das mitocôndrias, algumas células estreladas, célula em degeneração e o canalículo biliar ao centro. Provavelmente o quadro sugestivo de esteatose é resultante do estado nutricional dos animais. Estes resultados demonstraram que os hepatócitos dos avestruzes são muito similares às outras aves, como também muito semelhantes à estrutura e ultraestrutura das células do fígado de mamíferos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-04-03
Como Citar
Saviani., Wenceslau, C., Ponso, R., Cogliati, B., Araújo, C. M., & Hernandez-Blazquez, F. (2012). Histologia do fígado de avestruz (Struthio camelus, Linnaeus 1758). Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 49(2), 122-129. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v49i2p122-129
Seção
NÃO DEFINIDA