Perfil lipídico sérico de ratos tratados com surfactante

  • Karina Ferreira de Castro Pós Graduanda em Clínica Médica Veterinária da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Jaboticabal
  • Silvana Martinez Baraldi Artoni Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal daUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Jaboticabal
  • Maria Rita Pacheco Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal daUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Jaboticabal
Palavras-chave: Perfil lipídico.Colesterol.Triacilglicerol. Rato. Surfactante.

Resumo

A aterosclerose é uma doença multifatorial, lenta e progressiva e a hiperlipidemia um dos fatores potenciais no desenvolvimento de doenças cardíacas ateroscleróticas. As vantagens da indução das dislipidemias experimentais são a produção de lesões ateromatosas em curto espaço de tempo; adequado controle dietético e fatores ambientais; a possibilidade de estudos sobre a reversibilidade de lesões ateroscleróticas e ensaios pré-clínicos de substâncias hipolipidêmicas. Este estudo visou avaliar o perfil lipídico sérico de ratos tratados com surfactante. Foram utilizados 28 ratos Wistar, machos, albinos, adultos e hígidos. Estes foram distribuídos em quatro grupos experimentais formados por sete animais cada, a saber: Grupo I – (controle); Grupo II – tratado com tyloxapol, na dose de 500 mg/kg de peso corporal, via intraperitoneal a cada 48 horas, durante duas semanas; Grupo III – tratado com tyloxapol na dose de 500 mg/kg de peso corporal, via intraperitoneal a cada 48 horas, durante três semanas; Grupo IV – tratado com tyloxapol na dose de 500 mg/kg de peso corporal, via intraperitoneal a cada 48 horas, durante quatro semanas. Na avaliação do perfil lipídico, os valores de triacilgliceróis e HDL demonstraram que o grupo III diferiu significativamente do grupo I e os valores de colesterol total e LDL indicaram que o grupo I diferiu significativamente dos grupos II, III e IV. Conclui-se que o surfactante tyloxapol foi efetivo na indução da hiperlipidemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-06-06
Como Citar
Castro, K., Artoni, S., & Pacheco, M. R. (2012). Perfil lipídico sérico de ratos tratados com surfactante. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 49(3), 193-201. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v49i3p193-201
Seção
NÃO DEFINIDA