Estudos com reovirus isolado de galinha-d’angola (Numida meleagridis)

  • Nair Massako Ratayama Ito Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • José Antonio Jerez Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Claudio Issamu Miyaji Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Clotilde Eugênea Margarida Peduti Dal Molin Capellaro Instituto Biológico de São Paulo, São Paulo, SP
  • Márcia Helena Braga Catroxo Instituto Biológico de São Paulo, São Paulo, SP
Palavras-chave: Galinha-d’angola, Reovírus.

Resumo

Este trabalho descreve algumas propriedades de um reovírus que foi isolado de pâncreas e intestino de galinhasd’angola
que padeciam de uma enterite transmissível. Coronavírus foi isolado do rim das mesmas aves. O reovírus
de galinhas-d’angola é patogênico para embriões de galinha-d’angola, de pata e de galinha mas não reproduziu os
achados de campo, quando inoculado em angolinhas, e nem foi patogênico para pintos e patinhos inoculados experimentalmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1996-06-01
Como Citar
Ito, N., Jerez, J. A., Miyaji, C., Capellaro, C. E. M., & Catroxo, M. H. (1996). Estudos com reovirus isolado de galinha-d’angola (Numida meleagridis). Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 33(2), 77-81. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v33i2p77-81
Seção
CIÊNCIAS BÁSICAS