Utilização de sucedâneos de leite no aleitamento de caprinos mestiços desmamados precocemente

  • Jacilene Maria da Cunha Castro Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB
  • Oziel Bizutti Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Carlos de Sousa Lucci Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Laércio Melotti Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Substitutos do leite, Desmame, Caprinos.

Resumo

Foram utilizados 19 cabritos machos e fêmeas, mestiços, com idade de 4 dias e peso médio de 3,09 kg, com o objetivo de avaliar a utilização de sucedâneos de leite sobre o desenvolvimento ponderai de animais desmamados precocemente. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em arranjo fatorial (3x2) em que os
tratamentos foram: leite de cabra (T1), sucedâneo com proteínas lácteas (T2), e sucedâneo com proteínas de soja (T3), aplicados a machos e fêmeas. Em todos os tratamentos os animais recebiam mistura de concentrados com 14,0% de proteína bruta e feno de coast-cross. O consumo de leite e sucedâneos foi restrito a 1,0 litro/animal/dia. Os
ganhos diários de peso em T1 (130 g) foram significativamente maiores (p<0,01) que nos demais tratamentos: T2 (55 g) e T3 (60 g). Os cabritos foram desmamados aos 56 dias de idade, com pesos médios de 9,51; 6,61 e 6,30 kg (respectivamente para T1, T2 e T3). O presente trabalho mostrou que o emprego de sucedâneos com leite de vaca e com proteína de soja é inferior ao leite de cabra, dentro de um sistema de aleitamento artificial.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1996-09-01
Como Citar
Castro, J. M. da, Bizutti, O., Lucci, C., & Melotti, L. (1996). Utilização de sucedâneos de leite no aleitamento de caprinos mestiços desmamados precocemente. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 33(3), 160-164. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v33i3p160-164
Seção
NUTRIÇÃO ANIMAL E DOENÇAS NUTRICIONAIS