Dados anatômicos da placenta em caprinos estudado por injeção intravascular de neoprene

  • Willams Costa Neves Universidade Federal do Piauí, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Morfofisiologia, Teresina, PI
  • Maria Angélica Miglino Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária, Departamento de Cirurgia, São Paulo, SP
  • Mônica Arrivabene Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária, Departamento de Cirurgia, São Paulo, SP
  • Miguel Ferreira Cavalcante Filho Universidade Federal do Piauí, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Morfofisiologia, Teresina, PI
  • Francisco Solano Feitosa Jr. Universidade Federal do Piauí, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Morfofisiologia, Teresina, PI
Palavras-chave: Anatomia, Placenta, Caprinos, Ruminantes

Resumo

Estudamos a placenta quanto aos seus aspectos morfológicos em 30 caprinos sem raça definida, adultos oriundos do Estado do Piauí, mediante a análise de esquemas de modelos obtidos pela injeção de látex Neoprene "650". Obtivemos 17 casos, ou seja, 56,66% de gestações únicas e 13 casos, ou seja, 43,33% de gestações gemelares. A área do hilo placentário varia de 1 a 6 cm de diâmetro e está situada no centro da placenta, região caracterizada pela apresentação do pedículo umbilical. O formato dos cotilédones varia de ovóide, circular, elíptica, piriforme ou reniforme, sendo que a maioria mostra-se ovóide. O número total de cotilédones em 30 gestações é igual a 3.117, sendo a média 104 cotilédones por gestação. Nas gestações únicas em 16 casos (94,11%), o corno uterino gestante apresenta maior número de cotilédones do que o corno uterino não-gestante. Nas gestações gemelares, em 7 observações (53,84%), o corno uterino esquerdo mostra maior número de cotilédones do que o corno uterino direito.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1999-01-01
Como Citar
Neves, W., Miglino, M., Arrivabene, M., Cavalcante Filho, M., & Feitosa Jr., F. (1999). Dados anatômicos da placenta em caprinos estudado por injeção intravascular de neoprene. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 36(1), 9-14. https://doi.org/10.1590/S1413-95961999000100001
Seção
CIÊNCIAS BÁSICAS