Soroprevalência de anticorpos anti-rotavírus do sorogrupo A em bovinos de uma fronteira pioneira na Amazônia brasileira

  • Paulo Eduardo Brandão Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Adriana Cortez Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Fernando Ferreira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • José Soares Ferreira Neto Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Fábio Gregori Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Marcos Bryan Heinemann Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Valéria Stacchini Ferreira Homem Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Cesar Alejandro Rosales Rodriguez Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • José Antonio Jerez Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
Palavras-chave: Estudos soroepidemiológicos, Anticorpos, Rotavírus, Bovinos, Amazônia

Resumo

O rotavírus é um agente etiológico de diarréias de distribuição mundial, responsável por grandes prejuízos econômicos. Pesquisou-se a soroprevalência de anticorpos anti-rotavírus do sorogrupo A em bovinos criados no município de Uruará, utilizando a técnica da contraimunoeletroosmofore com a amostra NCDV como antígeno padrão. A prevalência de propriedades positivas foi de 95.6-100%. Diferenças significativas foram observadas entre as sucessivas faixas etárias, quando a soropositividade aumentou dos grupos mais jovens para os mais velhos, bem como entre fêmeas e machos maiores de 1 ano, quando a soropositividade foi maior no primeiro grupo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2002-01-01
Como Citar
Brandão, P., Cortez, A., Ferreira, F., Ferreira Neto, J., Gregori, F., Heinemann, M., Homem, V., Rodriguez, C., & Jerez, J. (2002). Soroprevalência de anticorpos anti-rotavírus do sorogrupo A em bovinos de uma fronteira pioneira na Amazônia brasileira. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 39(1), 18-20. https://doi.org/10.1590/S1413-95962002000100003
Seção
NÃO DEFINIDA