Aspectos histopatológicos e micológicos da infecção experimental de cobaias com Microsporum canis

  • Josemara Neves Cavalcanti Universidade de Espírito Santo do Pinhal, Faculdade de Medicina Veterinária, Espírito Santo do Pinhal, SP
  • José Luiz Guerra Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Patologia, São Paulo, SP
  • Walderez Gambale Universidade de São Paulo, Instituto de Ciências Biológicas; Departamento de Microbiologia, São Paulo, SP
  • Benedito Corrêa Universidade de São Paulo, Instituto de Ciências Biológicas; Departamento de Microbiologia, São Paulo, SP
  • Claudete Rodrigues Paula Universidade de São Paulo, Instituto de Ciências Biológicas; Departamento de Microbiologia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Dermatofitose, Microsporum canis, Inoculação, Cobaias

Resumo

Com frequência o dermatófito Microsporum canis está envolvido na etiologia da dermatofitose, podendo ser transmitido para o homem por cães e gatos. Neste estudo foi procedida inoculação experimental de M. canis em cobaias resultando em lesões em 100 % dos animais e o curso clínico consistiu de período de incubação, fase inflamatória e fase de resolução das lesões. O exame histopatológico de biópsias cutâneas revelou presença de infiltrado neutrofílico e edema; acantose, hiperqueratose e espongiose. Estas lesões tornaram-se menos acentuadas no 30.0 dia pós-inoculação. Esporos e hifas de M. canis foram detectadas em cortes histológicos corados com PAS (Ácido Periódico de Schiff). A combinação dos corantes fluorescentes diacetato de fluoresceína (DF) e brometo de etídio (BE), possibilitou uma adequada visualização das células fúngicas viáveis e não viáveis com evidenciação de seus caracteres morfológicos. Este modelo experimental representa um valioso instrumento para o estudo da patogênese da infecção por dermatófitos, para a avaliação da eficácia de drogas antifúngicas, podendo também ser utilizado em estudos sobre a imunologia das dermatofitoses e na determinação da morfogênese de dermatófitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2002-01-01
Como Citar
Cavalcanti, J., Guerra, J., Gambale, W., Corrêa, B., & Paula, C. (2002). Aspectos histopatológicos e micológicos da infecção experimental de cobaias com Microsporum canis. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 39(5), 238-243. https://doi.org/10.1590/S1413-95962002000500004
Seção
NÃO DEFINIDA