Influência de diferentes dietas com alto teor de concentrados sobre parâmetros ruminais, bioquímicos e urinários de ovinos

  • Antonio Humberto Hamad Minervino Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Carolina Akiko Sato Cabral Araujo Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Cintia Morita Kaminishikawahara Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Felipe Borges Soares Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Frederico Augusto Mazzocca Lopes Rodrigues Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Leonardo Frasson dos Reis Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Francisco Leonardo Costa Oliveira Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Raimundo Alves Barreto Junior Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Clara Satsuki Mori Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Enrico Lippi Ortolani Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP

Abstract

Oito ovinos adultos da raça Santa Inês receberam dieta controle (C) (80 % de feno de coast-cross e 20 % de ração comercial) e em seguida foram submetidos a quadrado latino com dietas contendo 30% desse feno e 70% dos concentrados: polpa cítrica peletizada (PCP); polpa cítrica farelada (PCF); fubá de milho (FM) e farelo de trigo (FT). Após 21 d de adaptação às dietas foi realizada monitoração visual por 24 h. No dia subseqüente à observação, na 3ª hora após a alimentação foram coletadas amostras de conteúdo ruminal, urina e sangue. No conteúdo ruminal foram determinados o pH, nas amostras de urina foram feitas análises de pH, uréia, fósforo, creatinina e exame de sedimento, enquanto que no sangue foram feitas análises hemogasométricas, e determinações séricas de uréia, fósforo e creatinina e calculado o índice de excreção urinária [IEUP] e a taxa de excreção fracional [TEFP] do fósforo. Os dados foram avaliados por análise de variância e Teste Tukey ou Mann-Whitney. Tanto a PCP como a PCF estimularam significativamente a ruminação, semelhante ao grupo controle, e com maior tempo que o FM. Maiores concentrações de P sérico, IEUP e TEFP foram encontrados na dieta FT. Quanto maiores os teores de P sérico maior a excreção de P na urina (R2 = 0,61). Quanto maior o tempo devotado à ruminação menor foi o fósforo sanguíneo (R2 = 0,39; P < 0,001). A maior ruminação diminuiu os teores de P sérico e sua excreção urinária, diminuindo a predisposição à urolitíase em ovinos.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Antonio Humberto Hamad Minervino, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Carolina Akiko Sato Cabral Araujo, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Cintia Morita Kaminishikawahara, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Felipe Borges Soares, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Frederico Augusto Mazzocca Lopes Rodrigues, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Leonardo Frasson dos Reis, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Francisco Leonardo Costa Oliveira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Raimundo Alves Barreto Junior, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica e Cirurgia de Ruminantes.
Clara Satsuki Mori, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Enrico Lippi Ortolani, Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Departamento de Clínica Médica Veterinária com enfase em Clinica de Ruminantes.
Published
2014-08-09
How to Cite
Minervino, A., Araujo, C., Kaminishikawahara, C., Soares, F., Rodrigues, F., Reis, L., Oliveira, F., Barreto Junior, R., Mori, C., & Ortolani, E. (2014). Influência de diferentes dietas com alto teor de concentrados sobre parâmetros ruminais, bioquímicos e urinários de ovinos. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 51(1), 30-36. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v51i1p30-36
Section
ARTICLES