Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Avaliação fitoquímica e potencial cicatrizante do extrato etanólico dos frutos de Jucá (Libidibia ferrea) em ratos Wistar

Yuri Teiichi da Silva Kobayashi, Vívian Tavares de Almeida, Talita Bandeira, Bianca Nascimento de Alcântara, Andressa Santa Brígida da Silva, Wagner Luiz Ramos Barbosa, Paula Barbosa da Silva, Maria Vivina Barros Monteiro, Milton Begeres de Almeida

Resumo


Libidibia ferrea é uma planta muito utilizada popularmente para fins terapêuticos, inclusive para acelerar processos de cicatrização de feridas cutâneas. O presente trabalho pesquisou a composição química e avaliou o potencial cicatrizante do extrato etanólico dos frutos de L. ferrea (Mart. ex Tul.) em ratos. Foram utilizados 24 ratos Wistar divididos em quatro grupos. De todos os animais, foi retirado um fragmento de pele do dorso e cada grupo recebeu um tratamento diferente: solução de NaCl 0,9%, digliconato de clorexidina 1%, extrato etanólico dos frutos de Libidibia ferrea 12,5% e 50%. O processo de cicatrização foi avaliado macro e microscopicamente. Para a cicatrização de pele em ratos o extrato etanólico dos frutos de L. ferrea a 12,5% é significativamente mais eficiente do que a 50%. Saponinas, ácidos orgânicos, açúcares redutores, fenóis e taninos, sesquiterpenolactonas e outras lactonas, e antraquinonas foram encontrados no extrato.


Palavras-chave


Pele; Cicatrização; Droga vegetal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v52i1p34-40

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.