Índice mitótico em células epiteliais da brânquia de Guaru (Poecilia vivipara) tratados com frações da casca do caule e da folha de pequi (Caryocar brasiliensis)

  • M. D. S. Motter Universidade Federal de Goiás, Instituto de Ciências Biológicas, Laboratório de Comportamento Celular, Goiânia, GO
  • L. D. Silva Universidade Federal de Goiás, Instituto de Ciências Biológicas, Laboratório de Comportamento Celular, Goiânia, GO
  • Rodinelli Borges-de-Oliveira Universidade Federal de Goiás, Instituto de Ciências Biológicas, Laboratório de Comportamento Celular, Goiânia, GO
  • Áureo Tatsumi Yamada Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Laboratório de Citoquímica e Imunocitoquímica, Campinas, SP
  • S. C. Santos Universidade Federal de Goiás, Instituto de Química, Laboratório de Produtos Naturais, Goiânia, GO
  • Simone Maria Teixeira Sabóia-Morais Universidade Federal de Goiás, Instituto de Ciências Biológicas, Laboratório de Comportamento Celular, Goiânia, GO
Palavras-chave: Brânquias, Células epiteliais, Frações de Pequi, Índice mitótico, Toxicidade

Resumo

Várias plantas nativas do bioma Cerrado são utilizadas como plantas medicinais. Dentre elas, o pequi possuí ação moluscicida utilizada no combate a esquistossomose. Objetivamos neste trabalho a verificação da toxicidade de frações de pequi sobre outros organismos aquáticos, antes da utilização destas em mananciais. Para isso, analisamos alterações no índice mitótico das células epiteliais das brânquias de Guaru (Poecilia vivipara) expostas às frações da folha e da casca do caule de pequi extraídas com acetato de etila. Constatamos que nenhuma das frações se mostrou letal aos peixes. Os animais expostos à fração acetato de etila da folha não apresentaram modificações significativas no índice mitótico em relação ao grupo controle, mas os animais expostos à fração acetato de etila da casca do caule apresentaram aumento do índice mitótico das células epiteliais em duas regiões dos filamentos branquiais. Desta forma, a fração acetato de etila da folha poderia ser utilizada como moluscicida em mananciais, enquanto que a fração acetato de etila da casca do caule necessitaria passar por outros testes mais específicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2004-08-01
Como Citar
Motter, M. D. S., Silva, L. D., Borges-de-Oliveira, R., Yamada, Áureo, Santos, S. C., & Sabóia-Morais, S. (2004). Índice mitótico em células epiteliais da brânquia de Guaru (Poecilia vivipara) tratados com frações da casca do caule e da folha de pequi (Caryocar brasiliensis). Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 41(4), 221-227. https://doi.org/10.1590/S1413-95962004000400001
Seção
NÃO DEFINIDA