Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Influência da temperatura na infecção de tilápias do Nilo por Streptococcus agalactiae

Paulo Fernandes Marcusso, Jefferson Yunis Aguinaga, Gustavo da Silva Claudiano, Silas Fernandes Eto, Dayanne Carla Fernandes, Hurzana Mello, Fausto de Almeida Marinho Neto, Rogério Salvador, Julieta Rodini Engrárcia de Moraes, Flávio Ruas de Moraes

Resumo


Mudanças ambientais afetam a homeostase dos peixes, tornando-os mais suscetíveis a doenças. No Brasil, tem sido relatados surtos de infecção por Streptococcus agalactiae em tilápia do Nilo, principalmente quando se encontram fora da zona de conforto térmico. No presente trabalho, foi avaliada a taxa de mortalidade e determinado quais foram os órgãos mais afetados por essa bactéria em temperaturas que ocorrem naturalmente no Sul do Brasil. Quarenta tilápias-do-nilo (Oreochromis niloticus) foram infectadas por Streptococcus agalactiae e distribuídas em quatro grupos (n = 10), cada um deles submetidos a diferentes temperaturas: G1: 24°C, G2: 26°C, G3: 28°C e G4: 32°C. Os peixes foram monitorados durante 10 dias. Os peixes com sinais clínicos irreversíveis foram sacrificados e coletadas amostras de cérebro, fígado e rins para analise bacteriológica e molecular. Foram observados sinais compatíveis com infecção estreptocócica em todos os grupos. A taxa de mortalidade mais elevada ocorreu nos grupos mantidos nas temperaturas de 24°C e 32°C. O cérebro foi o órgão mais afetado, com a maior percentagem de isolamento de S. agalactiae pelos dois métodos de diagnostico. Os resultados sugerem que, tal como nos mamíferos, temperaturas que estão mais afastadas da zona de conforto afetam significativamente a homeostase dos peixes, aumentando a sua susceptibilidade para infecções bacterianas.


Palavras-chave


Homeostase; Oreochromis niloticus; Teleósteo; Estresse por temperatura

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v52i1p57-62

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.