Informação estrutural de lipídios a partir de um único embrião equino pela técnica de MALDI-MS

  • Roseli Fernandes Gonçalves Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Reprodução Animal
  • Christina Ramires Ferreira Aston Laboratory for Mass Spectrometry Laboratory, Chemistry Department, Purdue University, West Lafayette Universidade de Campinas, Instituto de Química, ThoMSon Mass Spectrometry Laboratory
  • Cássia Maria Barroso Orlandi Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária, Laboratório de Endocrinologia Animal
  • Sérgio Adriano Saraiva Universidade de Campinas, Instituto de Química, ThoMSon Mass Spectrometry Laboratory
  • Heder Nunes Ferreira Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária
  • Eduardo Jorge Pilau Universidade de Campinas, Instituto de Química, Dalton Mass Spectrometry Laboratory
  • Fábio César Gozzo Universidade de Campinas, Instituto de Química, Dalton Mass Spectrometry Laboratory
  • Marcos Antônio Achilles Instituto Biológico, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Sanidade Animal Achilles Genetics
  • Daniela Lazzaro D'Ercole Achilles Genetics
  • Marcos Nogueira Eberlin Universidade de Campinas, Instituto de Química, ThoMSon Mass Spectrometry Laboratory
  • José Antônio Visintin Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Reprodução Animal
Palavras-chave: Equino, Embrião, Perfil lipídico, MALDI-MS

Resumo

O objetivo deste trabalho foi relatar o potencial da técnica de MALDI-MS para caracterizar espécies de lipídios presentes em um único embrião equino e estudar algumas estruturas lipídicas detectadas por dissociação induzida por colisão (CID). No espectro de modo íon positivo, pudemos observar espécies, principalmente, protonadas e sodiadas de esfingomielinas (SM), fosfatidileolinas (PC) e triacilgliceróis (TAG). No modo negativo, observamos fosfatidiletanolaminas (PE) e fosfatidilinositos (PI). Espectros de íons de lípidos com maior intensidade foram utilizados para demonstrar o potencial da informação estrutural por MALDI-MS/MS. O espectro no modo positivo de m/z (massa sobre carga) 760,6 (atribuída como PC34:1) apresentou características de fragmentos PC de m/z 184,1 (denominada cabeça polar de colina), além de perda neutral (NL) de m/z 183 (fosforilcolina). Para o íon de m/z 766,6 (atribuída como PE38:5), observou-se a NL de 140, característica do PE. Para o íon de m/z 808,7 (38,5 atribuído como PC), além do fragmento m/z 184,1 na NL de 183, foi possível observar a perda de trimetilamina (íon de m/z 749,6) e o ciclofosfano (íon de m/z 147,0). Finalmente, para o modo de íon negativo, foram isolados e fragmentados o íon de m/z 863,6 que foi atribuído como PI36:1, devido à presença de m/z 153 (fosfato de glicerol – H2O-H ), 223 (inositol fosfo - 2H2O-H) , 241 (fosfoinositol – H2O-H), 281 (ácido oleico) e 581,3 (lisofosfoinositol – H2O+H). Concluímos que a MALDI - MS permite a detecção de uma ampla gama de espécies de PC, SM, PE, PI e TAG lipídicas, bem como a caracterização rápida e confiante de estruturas lipídicas a partir de um único embrião equino.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-02-06
Como Citar
Gonçalves, R., Ferreira, C., Orlandi, C., Saraiva, S., Ferreira, H., Pilau, E., Gozzo, F., Achilles, M., D’Ercole, D., Eberlin, M., & Visintin, J. (2015). Informação estrutural de lipídios a partir de um único embrião equino pela técnica de MALDI-MS. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 51(4), 340-345. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v51i4p340-345
Seção
ARTIGOS