Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Plasma rico em plaquetas autólogas na cicatrização do tendão do músculo gastrocnêmio de coelhos

Duvaldo Eurides, Camila Pereira de Almeida Guimarães, Marcelo Emílio Beletti, Antônio Vicente Mundim, Luiz Augusto de Souza, Gentil Ferreira Gonçalves, Gustavo Prudente Eurides

Resumo


As lesões tendíneas podem envolver a secção parcial ou total do tendão calcâneo comum e ocasionar alterações posturais do membro locomotor. O presente trabalho avaliou o efeito da aplicação tópica de concentrado de plaquetas autólogas na reparação do tendão do musculo gastrocnêmio de coelhos, decorridos 45 e 90 dias de período pós-operatório (PO). Doze coelhos adultos foram separados em dois grupos (n = 6) e submetidos a punção cardíaca e colheita de 10 mL de sangue para obtenção do plasma rico em plaquetas (PRP). Nos animais de ambos os grupos, foi realizada a tenotomia transversal total no terço médio do ventre lateral do tendão do musculo gastrocnemio e a sua aproximação com a sutura de Kessler modificada e fio de nailon. Nos animais do grupo tratado, foi aplicado sobre a síntese dos tendões em media 490.644 mil plaquetas/μL do PRP e notou-se maior quantidade de fibras colágenas em relação ao controle, sendo que aos 90 dias de PO a intensidade de colágeno observado foi maior que nos animais com 45 dias, com maior quantidade de fibroblastos nos controles em relação aos tratados. A administração de concentrado de plasma de plaquetas autógenas no reparo do tendão gastrocnemio de coelhos estimula e organiza o processo de reparação e ocasiona produção precoce de fibras colágenas.


Palavras-chave


Reparação; Cirurgia; Células sanguíneas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v52i1p48-56

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.