Determinação de pesticidas organoclorados em amostras de tartarugas verdes pelo método QuEChERS

  • Angélica María Sánchez-Sarmiento Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Patologia, Laboratório de Patologia Comparada de Animais Selvagens
  • Franz Zirena Vilca Universidade de São Paulo, Laboratório de Ecotoxicologia, Centro de Energia Nuclear na Agricultura
  • Silmara Rossi Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Centro de Energia Nuclear na Agricultura
  • Sergio Henrique Monteiro Instituto Biológico, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Proteção Ambiental
  • Luiz Américo da Silva do Vale Universidade de São Paulo, Instituto de Química, Grupo de Pesquisa em Química Verde e Ambiental
  • Valdemar Luiz Tornisielo Universidade de São Paulo, Laboratório de Ecotoxicologia, Centro de Energia Nuclear na Agricultura
  • Eliana Reiko Matushima Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Patologia, Laboratório de Patologia Comparada de Animais Selvagens
Palavras-chave: Chelonia mydas, Detector de captura de elétrons, Gordura, Fígado, Poluentes Orgânicos Persistentes (POPs)

Resumo

Alguns Pesticidas organoclorados (OCPs) podem causar numerosos efeitos adversos na biota. As tartarugas marinhas enfrentam diversas ameaças, em especial aquelas relacionadas às atividades antropogênicas, por isso o desenvolvimento de melhorias nos métodos para monitorar compostos químicos são tarefas importantes. Neste trabalho foi desenvolvida uma metodologia baseada na extração QuEChERS (Quick, Easy, Cheap, Effective, Rugged and Safe) para a detecção de doze OCPs, por cromatografia gasosa com captura de elétrons, em amostras de gordura e fígado de tartarugas verdes. Os limites de quantificação ficaram abaixo de 5.3 ng g-1; com taxas de recuperação aceitáveis para a maioria de compostos; efeito matriz médio; calibração da matriz com linearidade variando de 1.0 a 200 ng g-1. Esta metodologia traz contribuições ao estudo de resíduos com efeito adverso na saúde das tartarugas marinhas, sendo importante instrumento para novas direções em temas de conservação. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-12
Como Citar
Sánchez-Sarmiento, A. M., Vilca, F., Rossi, S., Monteiro, S. H., Vale, L., Tornisielo, V. L., & Matushima, E. (2016). Determinação de pesticidas organoclorados em amostras de tartarugas verdes pelo método QuEChERS. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 53(1), 97-102. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v53i1p97-102
Seção
ARTIGO COMPLETO