Efeito do tempo de ensilagem do milho moído hidratado sobre a composição da silagem e degradabilidade in situ do amido

  • Marcos André Arcari Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Nutrição e Produção Animal
  • Cristian Marlon de Magalhães Rodrigues Martins Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Nutrição e Produção Animal
  • Tiago Tomazi Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Nutrição e Produção Animal
  • Marcos Veiga dos Santos Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Nutrição e Produção Animal
Palavras-chave: Milho, Degradabilidade do amido, Tempo de ensilagem, Composição química

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do tempo de ensilagem sobre a composição química e a degradabilidade in situ do amido do milho moído hidratado (MMH) em grãos de média vitreosidade. Os grãos de milho foram colhidos com 83% de matéria seca (MS) e vitreosidade de 67% ± 3, e foram secos até atingirem 87% de MS. Os grãos foram moídos a dois milímetros, sendo posteriormente reconstituídos, 67% MS, e ensilados (densidade de 880 kg / m³) para até 330 dias. Uma amostra MMH foi coletado mensalmente para a determinação da composição, produtos finais da fermentação e para degradabilidade in situ do amido de milho. O tempo de ensilagem não afetou o teor de MS e proteína bruta (PB). No entanto, a concentração de amido foi reduzido em 2,4 pontos percentuais em comparação de 3 com 330 dias de ensilagem. Foram observados o aumento das concentrações de N-NH3 (8,5 vezes), ácidos láctico (3,45 vezes), acético (4,1 vezes), propionico (1,7 vezes), butírico (2,8 vezes) e álcool (2,4 vezes), durante o período de ensilagem. A fracção rapidamente degradável (fração A) e a taxa de degradação da fracção lentamente degradável (fração C) do amido do MMH foram aumentadas 3,51 e 2,21 vezes, respectivamente, durante o período de ensilagem. Por outro lado, a fração lentamente degradável (fração B) do amido do MMH foi diminuída em 1,93 vezes durante o período de ensilagem. A degradabilidade efetiva do amido do MMH foi aumentado para as taxas de passagem de 0,02 / h (79,9% vs. 94,5%); 0,05 / h (65,9% vs 90,01%) e de 0,08/h (56,98% vs. 86,52%) quando foi comparada o período de 3 vs 330 dias de ensilagem, respectivamente. Em conclusão, o tempo de ensilagem afetou a composição química e aumentou a degradabilidade ruminal do amido do MMH de grãos com média vitreosidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-04-12
Como Citar
Arcari, M., Martins, C., Tomazi, T., & Santos, M. (2016). Efeito do tempo de ensilagem do milho moído hidratado sobre a composição da silagem e degradabilidade in situ do amido. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, 53(1), 60-71. https://doi.org/10.11606/issn.1678-4456.v53i1p60-71
Seção
ARTIGO COMPLETO