Apocynaceae do Parque Estadual de Ibitipoca, Minas Gerais, Brasil

  • Lia Monguilhott Universidade de São Paulo; Instituto de Biociências; Departamento de Botânica
  • Renato de Mello-Silva Universidade de São Paulo; Instituto de Biociências; Departamento de Botânica
Palavras-chave: Apocynaceae, Asclepiadoideae, Parque Estadual de Ibitipoca, florística, sistemática

Resumo

Este trabalho apresenta o levantamento das Apocynaceae do Parque Estadual de Ibitipoca. O Parque está situado na Cadeia da Mantiqueira, entre os paralelos 21º40'15" a 21º43'30" S e 43º52'35" a 43º54'15" W. Abriga diversas formações vegetais como cerrados de altitude, florestas montanas e principalmente campos rupestres. A família Apocynaceae, incluindo Asclepiadaceae, é cosmopolita, com cerca de 415 gêneros e 4550 espécies, das quais cerca de 870 ocorrem no Brasil, em diferentes hábitats. No Parque ocorrem 10 gêneros e 28 espécies: Aspidosperma olivaceum, A. spruceanum, Blepharodon ampliflorum, Condylocarpon isthmicum, Ditassa acerosa, D. bicolor, D. conceptionis, D. cordata, D. laevis, D. linearis, D. mucronata, D. tomentosa, Forsteronia australis, F. velloziana, Jobinia lindbergii, Mandevilla atroviolacea, M. illustris, M. pohliana, M. sellowii, M. tenuifolia, Orthosia scoparia, Oxypetalum appendiculatum, O. insigne, O. lanatum, O. minarum, O. patulum, O. strictum e Peplonia organensis. São apresentados chaves de identificação para os gêneros e espécies, descrições, ilustrações e comentários sobre distribuição e fenologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-12-01
Como Citar
Monguilhott, L., & Mello-Silva, R. (2008). Apocynaceae do Parque Estadual de Ibitipoca, Minas Gerais, Brasil . Boletim De Botânica, 26(2), 93-130. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v26i2p93-130
Seção
nãodefinida