Estudo Florístico dos Componentes Arbóreo e Arbustivo da Mata do Parque Santo Dias, São Paulo, SP, Brasil

  • R.J.F. Garcia Departamento de Botânica USP
  • J.R. Pirani Departamento de Botânica USP
Palavras-chave: floristics, São Paulo City, São Paulo State, Parque Santo Dias

Resumo

O presente trabalho consiste do levantamento das espécies dos componentes arbóreo e arbustivo do Parque Santo Dias, área florestal remanescente no município de São Paulo, aberta à visitação pública desde 1992. Foram coletados materiais férteis e estéreis por período de quatro anos, que, somados aos coletados na década de 80, resultaram em 154 espécies, pertencendo a 110 gêneros, de 55 famílias, sendo 1 espécie de pteridófita, 2 espécies de gimnospermas, 146 espécies de dicotiledôneas e 5 espécies de monocotiledôneas. As famílias com maior número de espécies são: Leguminosae (14), Lauraceae, Myrtaceae e Solanaceae (12 cada) e Rubiaceae e Melastomalaceae (11 cada). A partir de comparações florísticas com outras matas do estado de São Paulo, verificou-se a predominância de elementos da flora do sul do país e das matas mesófilas semidecíduas de altitude, ressaltando-se ainda a ocorrência de espécies com distribuição restrita aos arredores da cidade. São feitas também considerações sobre a fisionomia e estratificação da mata e evidências da interferência antrópica. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2001-06-27
Como Citar
Garcia, R., & Pirani, J. (2001). Estudo Florístico dos Componentes Arbóreo e Arbustivo da Mata do Parque Santo Dias, São Paulo, SP, Brasil. Boletim De Botânica, 19, 15-42. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v19i0p15-42
Seção
Artigos