Anatomia funcional de Mytella charruana (d'Orbigny, 1846) (Bivalvia: Mytilidae)

  • Walter Narchi Departamento de Zoologia. Instituto de Biociências. Universidade de São Paulo
  • Mario Sergio Galvão-Bueno Faculdades "Farias Brito"
Palavras-chave: Anatomia funcional, Mytella charruana

Resumo

Mytella charruana (d’Orbigny. 1846) ocorre no litoral Atlântico da Venezuela até a Argentina. Como adaptações principais ao meio lodoso, foram estudados neste trabalho i a motilidade e sensibilidade dos sifões, a presença de membrana sifonal, o tamanho e movimentação dos palpos, a ciliação nos ctemdeos e a estrutura do estômago. Os sifões são do tipo A (Yonge, 1948b), os ctenídeos do tipo B (1) (Atkins, 1937a), o estômago do tipo III (Purchon, 1957) com mecanismos do tipo B (Reid, 1965). O fato do saco do estilete e do intestino médio partirem separadamente do estômago constitui exceção entre os Filabranchia.

Publicado
1983-12-14
Seção
Artigos