De rolê pela fronteira

O caso das motocicletas em Pedro Juan Caballero (PY) e Ponta Porã (BR)

  • Valdir Aragão do Nascimento Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: (i)legalidades, fronteira, motocicletas, conflitos fronteiriços

Resumo

O artigo discute brevemente os conflitos socioculturais que ocorrem na fronteira Brasil/Paraguai, especificamente na faixa de fronteira entre as cidades de Pedro Juan Caballero (PY) e Ponta Porã (BR), envolvendo motocicletas que transitam tanto do lado paraguaio como do lado brasileiro. O objetivo do trabalho é demonstrar como um fato aparentemente corriqueiro e tido por desimportante pode assumir contornos diversos no que diz respeito à realidade social, apresentando-se como um instrumento de análise de categorias como identidade étnica, redes de solidariedade, legalidade e ilegalidade e conflitos sociais. A metodologia utilizada para a realização do trabalho foi análise bibliográfica, trabalho de campo de cunho etnográfico e entrevistas semiestruturadas e livres. O referencial teórico-metodológico é tributário das contribuições de Fredrik Barth, Alejandro Grimson, Rogério Haesbaert dentre outros autores. A conclusão a que se chega com o presente estudo é que apesar de as fronteiras possuírem diversas capilaridades, sendo porosas em sua essência, os limites erigidos pelo Estado ainda se encontram presentes em diversas situações da vida cotidiana dos moradores das faixas de fronteira, impondo-lhes estratégias de ação no sentido de burlar a ordem vigente e equilibrar as forças em conflito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdir Aragão do Nascimento, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutorando em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste (PPGSD/UFMS). Mestre em Antropologia (PPGAnt/UFGD)

Publicado
2019-06-19
Como Citar
Nascimento, V. (2019). De rolê pela fronteira. Cadernos De Campo (São Paulo 1991), 28(1), 50-83. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v28i1p50-83
Seção
Artigos e Ensaios