Para que serve a antropologia (em tempos de Covid-19)?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29isuplp1-15

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Lima Oliveira, Universidade de São Paulo

Editor responsável pela Cadernos de Campo. Doutorando em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo e guest researcher na Vrije Universiteit Amsterdam. Mestre em Antropologia pela Universidade Federal da Paraíba. 

Lennon Oliveira Matos, Universidade de São Paulo

Doutorando em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo

Marina Ghirotto, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo

Bianca van Steen Mello Laurino, Universidade de São Paulo

Mestrsanda em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo

Aline Ferreira Oliveira, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo

Aline Regitano, Universidade de São Paulo

Doutoranda em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo

Referências

ALEGRE AGÍS, Elisa; CARCELLER-MAICAS, Natalia; BERTRAN, Xavier Cela; MARTÍNEZ-HERNÁEZ, Àngel; EVANGELIDOU, Stella. (2020). “Emociones y relaciones en tiempos de la COVID-19: una etnografía digital en tiempos de crisis”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 204-215

ANDRADE NETO, Alberto Luiz de. (2020). “Breves notas sobre o medo e o mundo como nave”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.310-138.

BÁRTOLO, Lucas; SOUSA, João Gustavo Martins Melo de. (2020). “Notas sobre as escolas de samba e a pandemia do novo coronavírus”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 194-203

BENUCCI, Thiago Magri; JABRA, Daniel Stiphan. (2020). “Sair para o mato: estratégia yanomami contra a Covid-19”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.26-33

BOTTINO, Caroline Martins de Melo; SCHELIGA, Eva Lenita; MENEZES, Renata de Castro. (2020). “Experimentos etnográficos em redes e varandas: a religião em tempos de pandemia”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.289-301

BRANCO PEREIRA, Alexandre. (2020). “Etnografar e intervir: Relato de uma antropologia engajada”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 216-224

BUTLER, Judith. (2006). Vidas precarias: el poder del duelo y la violencia. Barcelona: Paidós.

CORDERO, Ana Lucía Hernández; GRANADOS, Paula González. (2020). “‘La conciliación no existe y las madres lo sabemos’: los malabarismos de las madres trabajadoras durante el Covid-19”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.114-123

CARAMURU TELES, Barbara. (2020). “Palestinos migrantes e refugiados e o fechamento de fronteiras na pandemia COVID-19”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.278-288

DIAS, Tiago Duarte. (2020). “Dalkurd FF: being an Uppsala club during the pandemic”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 105-113

DOURADO, Simone Pereira da Costa. (2020). “A pandemia de COVID-19 e a conversão de idosos em ‘grupo de risco’”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 153-162

FABIAN, Johannes. (1983). The Time and the Other: how anthropology makes its object. New York: Columbia University Press.

FASSIN, Didier. (2007). When bodies remember: experiences and politics of AIDS in South Africa. Oakland: University of California Press.

FASSIN, Didier. (2020). “Comment le coronavirus interroge-t-il le prix de la vie?”. Entrevistador: Emmanuel Laurentin. Entrevistados: Didier Fassin, Vladmir Safatler. Podcast Le temps du Débat, 11-set-2020. Paris: France Culture.

GATLAN, Valentin. (2020). Slow time: Romanian domesticity and the world outside in times of coronavirus pandemic. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.16-24.

HARAWAY, Donna. (1995). “Saberes localizados: a questão da ciência para o feminismo e o privilégio da perspectiva parcial”. Cadernos Pagu, vol.5. Campinas, p.07-41.

JOHNSON, Felipe Mattos; FARIA, Lucas Luis. (2020). “Pandemias, profecias e autonomias: os Guarani e Kaiowá contra a COVID-19”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.42-52

JORDÃO, Roziane da Silva; SILVA, Sidney Antonio da. (2020). “Coronavírus e interdição da mobilidade em tempos de crise: impactos da Covid-19 para os projetos migratórios de haitianos no Brasil”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.75-84

MARICATO, Glaucia. (2020). “Entre uma nova epidemia e uma velha endemia: notas sobre as ações dos movimentos de pessoas atingidas pela hanseníase ao longo da pandemia da COVID-19”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 163-172

MAZOTI CORRÊA, Lays Matias. (2020). “Em tempos de pandemia, (des)oriente-se: breves considerações sobre cultura e alimentação na China”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.135-143

MEDRANO, Celeste. (2020). “‘Ejemplos’ indígenas, el Covi-cho y algunos tips anti fines de mundo”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 173-181

MONTGOMERY, Deanna. (2020). “I’m not contributing to coronavirus research, and that’s okay”. Nature. DOI 10.1038/d41586-020-02316-2. Acesso em 29/09/2020.

MORAES, Bárbara. (2020). “A arte de governar os dados em tempos de Covid-19”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.124-134

MOUTINHO, Laura; CESARINO, Pedro de Niemayer; CAIUBY, Sylvia. (2020). “A produção científica em tempos de coronavírus”. Revista de Antropologia, vol.63, n.1. São Paulo, pp.7-11.

LANDEIRA, Florencia Paz; GAITÁN, Ana Cecilia. (2020). “Covid y sostenibilidad de la vida

repensar las prácticas estatales desde la precariedad”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp. 144-152

OCHOA, Marcia (2004) “Ciudadanía perversa: divas, marginación y participación en la ‘localización’”. In: MATO, Daniel (coord.). Políticas de ciudadanía y sociedad civil en tiempos de globalización. Caracas: Universidad Central de Venezuela, pp. 239-256.

OLIVEIRA, Esmael Alves; PASSAMANI, Guilherme Rodrigues; ROSA, Marcelo Victor da; DUQUE, Tiago. (2020). “‘Salve-se quem puder’: dilemas de estudantes das universidades federais do Mato Grosso do Sul em tempo de pandemia. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.65-74

OLIVEIRA SILVA, Juliana. (2020). “O isolamento é possível? O caso de um povo de recente contato do Vale do Javari”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.244-254

PEIRANO, Mariza. (1999). Alteridade em contexto: a antropologia como ciência social no Brasil. Brasília: UnB. (Série Antropologia).

RIBEIRO, Pâmilla Vilas Boas Costa. (2020). “O extraordinário do rio São Francisco em meio às incertezas do Coronavírus”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.266-277

SANTOS, Priscila Tavares dos; DOMINGUES, Michelle Lima Domingues. (2020). “O segundo tempo da exclusão: o caso das famílias trabalhadoras da moradia popular na região central do Rio de Janeiro e a epidemia do Covid-19” Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.255-265

SILVA, Ana Maria Eugênio da; FERREIRA, Antonio Jeovane da Silva; NASCIMENTO, João Luis Joventino; RAFAEL, Francisco Levy Freitas. (2020). “Notas sobre pandemia e saúde quilombola: experiências a partir do Ceará”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.235-243

SIQUEIRA, Italo Barbosa Lima. (2020). “The adversities of anthropological ethnography in prison contexts”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.302-309

SACRAMENTO, Jonatan. “Números, casos e (sub)notificações: a vigilância epidemiológica e o boletim epidemiológico como tecnologias do biopoder”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.182-193

SOUSA, Marina. (2020). “De xawara, estratégias nativas e a pesquisa antropológica na Terra Indígena Yanomami”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.34-41

TOLEDO, Luiz Henrique de; SOUZA Júnior, Roberto de Alencar Pereira. (2020). “Sociabilidade pandêmica? o que uma Antropologia urbana pode dizer a respeito da crise deflagrada pela COVID-19”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.53-64.

TRUJILLO, Patricio. (2020). “Si salimos nos mata el virus, si nos quedamos nos mata el hambre: etnografía del coronavírus en Guayaquil”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.85-93

VASCONCELOS, Iana dos Santos; SANTOS, Sandro Martins Almeida. (2020). “A oleada venezuelana: acolhimento de migrantes e pandemia em Manaus”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.94-104

VENANCIO, Vinicius. (2020). “Dos souvenirs às máscaras de proteção: notas sobre turismo e produção de artesanatos em Cabo Verde em tempos pandêmicos”. Cadernos de Campo, vol.29, suplemento. São Paulo, pp.225-234

Downloads

Publicado

2020-09-30

Como Citar

Oliveira, T. L., Matos, L. O., Ghirotto Santos, M., Laurino, B. van S. M., Oliveira, A. F., & Regitano, A. (2020). Para que serve a antropologia (em tempos de Covid-19)?. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 29(supl), 1-15. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v29isuplp1-15

Edição

Seção

Editorial