I Encontro Nacional de Rap e Repente: à procura pela rima entre identidade e alteridade

Autores

  • Karlla Christine Araújo Souza Universidade Federal de Campo Grande

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v18i18p145-163

Palavras-chave:

Identidad, Diferença, Diversidade, Hibridação, Conflito

Resumo

A mudança nos processos de Identi-
dade é parte de uma mudança mais complexa na
sociedade, por isso, enfatizamos a Identidade como
um movimento de transformação, apreendida en-
quanto processo, e não como ponto fixo de elabo-
ração. Uma outra discussão acerca das identidades
culturais considera o movimento de “hibridação”,
que a partir do conflito entre os empréstimos e
contatos culturais remete a uma reflexão sobre
Identidade e Diferença. Portanto, iremos utilizar o
exemplo do I Encontro Nacional de Rap e Repen-
te para analisar como a Identidade é produzida por
meio das inter-relações sociais e, através dos relatos
dos rappers e repentistas, considerar as propostas
de políticas culturais do Ministério da Cultura que
prevêem pontes de comunicação entre diferentes
culturas, negligenciando os aspectos da diferença e
da diversidade cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karlla Christine Araújo Souza, Universidade Federal de Campo Grande

Doutoranda em Ciências Sociais/UFCG

Downloads

Publicado

2009-03-30

Como Citar

Souza, K. C. A. (2009). I Encontro Nacional de Rap e Repente: à procura pela rima entre identidade e alteridade. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 18(18), 145-163. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v18i18p145-163

Edição

Seção

Artigos e Ensaios