A história reintroduzida: temporalidade e ação humana

Autores

  • Pedro Augusto Lolli Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v18i18p181-190

Palavras-chave:

Lévi-Strauss, Mito, História, Transformação, Temporalidade

Resumo

O objetivo do presente artigo é apre-
sentar três desenvolvimentos da questão sobre a
relação entre mito e história que adotaram como
horizonte norteador a discussão realizada por Lévi-
Strauss. Para tanto serão utilizados os trabalhos dos
seguintes autores: Manuela Carneiro da Cunha,
Marshall Sahlins e Peter Gow. Demonstrando, com
isso, como esses desdobramentos contribuíram para
lançar luz a alguns aspectos da teoria deste autor
que foram apenas vislumbrados em seus trabalhos.
O que salta à vista, e ao mesmo tempo diferencia
esses três autores de Lévi-Strauss, é que o problema
da inserção da temporalidade no pensamento míti-
co é encarado a partir das ações das pessoas na vida
coletiva. Conferindo aos sujeitos a capacidade de
criação ou, se preferirem, a capacidade de invenção
da cultura, cujo processo nunca cessa de acontecer.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Augusto Lolli, Universidade de São Paulo

Doutorando em Ciência Social (Antropologia Social)/USP

Downloads

Publicado

2009-03-30

Como Citar

Lolli, P. A. (2009). A história reintroduzida: temporalidade e ação humana. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 18(18), 181-190. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v18i18p181-190

Edição

Seção

Artigos e Ensaios