Signos urbanos juvenis: rotas da piXação no ciberespaço

  • Glória Diógenes Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará
Palavras-chave: Juventude, Ciberespaço, Pixação, Linguagem

Resumo

Este texto é parte de uma pesquisa que vem sendo desenvolvida acerca das experiências juvenis e conexões entre esferas online e offline. Nesse estudo são traçados percursos de signos de pixadores entre a cidade e o ciberespaço. Foi tomado como locus de observação as redes de relacionamento do Orkut e Facebook de pixadores destacados de Fortaleza. Além da etnografia no ciberespaço, foram realizadas entrevistas online econtatos presenciais. Os pixadores “tacam marcas” no ciberespaço. Observou-se que as marcas das “siglas” de pertencimento, o “nome” dos pixadores, podem definir territórios no ciberespaço não necessariamente acoplados aos ambientes da cidade. O “xarpi” pode ser “apagado” dos lugares físicos da cidade e, mesmo assim, resistir ao efeito do tempo no ciberespaço. Percebe-se ao longo da pesquisa que o ciberespaço possibilita a partilha do nome e a visibilidade da sigla de pertencimento no universo das demais siglas, produzindo assim outro “regimes de signos”.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-05-23
Seção
Artigos e Ensaios