Nhanhembo’é: infância, educação e religião entre os Guarani de M’Biguaçu, SC

Autores

  • Melissa Santana de Oliveira Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v13i13p75-89

Palavras-chave:

antropologia da educação e da infância, ensino-aprendizagem, “valorização da tradição”.

Resumo

Este artigo tematiza a participação
das crianças no processo de “valorização da tradi-
ção” na Aldeia Guarani M’Biguaçu, SC. A partir
de uma abordagem etnográfica, discorro sobre a sua
atuação nas rezas, no coral e na escola, três espaços
considerados fundamentais neste processo. Com
base nos pressupostos recentes da Antropologia da
Educação e da Infância, mostro que a construção da
Opÿ (casa de rezas Guarani), e mais especificamen-
te, a formação do coral e a implantação da escola
revelam uma intenção pedagógica das lideranças na
organização de espaços de ensino-aprendizagem da
“tradição” voltados para a educação das crianças.
Além disso, demonstro que a participação das crian-
ças nesses contextos está pautada numa noção de
educação que concebe o ensinar (mbo’é) e o apren-
der (nhanhembo’é) como ações que se constituem
mutuamente, de modo que tanto aquele que ensina
como aquele que aprende são considerados sujeitos
atuantes no ensino-aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Melissa Santana de Oliveira, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestre em Antropologia Social pela UFSC.

Downloads

Publicado

2005-03-30

Como Citar

Oliveira, M. S. de. (2005). Nhanhembo’é: infância, educação e religião entre os Guarani de M’Biguaçu, SC. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 13(13), 75-89. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v13i13p75-89

Edição

Seção

Artigos e Ensaios