Oloniti e o castigo da festa errada: relações entre mito e ritual entre os Paresi

Autores

  • Renata Bortoletto Silva Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v13i13p91-100

Palavras-chave:

relações entre mito e ritual, índios Paresi, reciprocidade, predação.

Resumo

Este artigo se propõe a realizar um
exercício etnográfico envolvendo a descrição de um
ritual intercomunitário conhecido como oloniti, que
coletamos entre os Paresi, grupo Arawak do Brasil
Central. O exame do ritual, em especial por sua re-
lação de simetria e inversão com o mito denomina-
do O castigo da festa errada, também oriundo dos
Paresi, permite desvelar certos códigos que gover-
nam as relações sociais, códigos estes que contêm,
a um só tempo, valores como a reciprocidade e a
predação. Apesar de seu caráter mais marcadamente
etnográfico, acreditamos que esse caso, ora analisa-
do, possa vir a contribuir para uma reflexão teórica
feita hoje na Etnologia Sul-Americana sobre o lugar
da parceria e da guerra para os povos da região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Bortoletto Silva, Universidade de São Paulo

Mestre em Antropologia Social pelo IFCH/
UNICAMP e doutoranda em Antropologia So-
cial pela FFLCH/USP.

Downloads

Publicado

2005-03-30

Como Citar

Silva, R. B. (2005). Oloniti e o castigo da festa errada: relações entre mito e ritual entre os Paresi. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 13(13), 91-100. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v13i13p91-100

Edição

Seção

Artigos e Ensaios