Foco e Escopo

CARACOL é uma publicação semestral da Área de Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano Americana do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Tem por objetivo publicar colaborações inéditas em espanhol ou português, resenhas e eventualmente textos raros que sejam de interesse para o debate acadêmico dentro das quatro disciplinas da Área: Literatura Espanhola, Literatura Hispano-Americana, Língua Espanhola e Tradução.

Propõe-se a estabelecer vínculos com pesquisadores de instituições nacionais e estrangeiras, buscando também a divulgação do trabalho acadêmico para um público mais amplo. A publicação conta com o respaldo de um Conselho Editorial integrado por autoridades de reconhecimento acadêmico internacional.

Conta ademais com o apoio financeiro do Programa de Pós-Graduação da Área de Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-Americana e foi publicada em duplo formato, impresso e digital, até o número 7. A partir deste passou a ser exclusivamente digital.

***

Esta publicação não cobra quaisquer taxas para submissão e processamentos dos artigos, resenhas e entrevistas. 

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os artigos serão enviados a um parecerista ad hoc , em processo de avaliação duplo cega.

Os pareceristas são externos ao Comitê Editorial da revista.

Os autores serão prontamente notificados acerca do recebimento de seus trabalhos. Uma vez encerrado o período de submissão de artigos, o Comitê Editorial tem o prazo de até quatro meses para informar se os trabalhos foram aceitos ou não para publicação.


POLÍTICA ANTI-PLÁGIO

Informamos aos autores que esta revista atua em conformidade com as diretrizes do COPE (Committee on Publication Ethics). Para mais informações: http://publicationethics.org/resources/code-conduct

 

Esta publicação não cobra quaisquer taxas para submissão e processamentos dos artigos, resenhas e entrevistas. 

 


Periodicidade

CARACOL é uma publicação semestral da Área de Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-Americana do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Indexadores

 

Caracol está indexada em:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Números da publicação

ANO

EDIÇÃO

Número de itens (artigos, resenhas, entrevistas) por edição

Número de itens (artigos, resenhas, entrevistas) por ano

2010

n. 1: Dossiê Tradução

13

13

2011

n. 2: Dossiê Século XIX

17

17

2012

n. 3: Dossiê Literatura de viagens

13

22

n. 4: Dossiê Estudos comparados

9

2013

n. 5: Dossiê Poesia hispano-americana

22

38

n. 6: Dossiê "Novelas Ejemplares"

16

2014

n. 7: Dossiê Exílio

19

31

n. 8: Dossiê Música e linguagens

12

2015

n. 9: Dossiê Estudos andinos

16

34

n. 10: Dossiê Discursos biográficos e autobiográficos no âmbito das literaturas espanhola e hispano-americana

18

2016

n. 11: Dossiê 80 anos da Guerra Civil Espanhola: leituras e releituras

19

31

n. 12: Dossiê Trauma, memória e teatro

12

2017

n. 13: Dossiê Tecnologias da informação e da comunicação de língua espanhola e na formação de professores de espanhol

18

18

Pareceristas

Esta publicação conta com pareceristas externos ao Comitê Editorial para o processo de avaliação duplo cega das submissões

 

Sponsors

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES) 

Universidade de São Paulo (USP)

Área de Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-Americana do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo

 

Histórico do periódico

Caracol foi publicada em formato impresso e eletrônico dos números 1 ao 7. A partir deste, passou a ser exclusivamente eletrônica.

Desde sua criação, em 2010, Caracol conta com o respaldo de um Conselho Editorial integrado pelas seguintes autoridades de reconhecimento acadêmico internacional:

Agustín Redondo (Université de la Sorbonne Nouvelle)

Ana Pizarro (Universidad Diego Portales)

Anthony Pym (Universitat Rovira i Virgili)

Antonio Briz (Universidad de Valencia)

Aurelio González (Colegio de México)

Aurora Egido (Universidad de Zaragoza)

Danielle Zaslavsky (Colegio de México)

Davi Arrigucci (Universidade de São Paulo)

Elvira Arnoux (Universidad de Buenos Aires)

Graciela Montaldo (Columbia University)

Inés Fernández Ordoñez (Universidad Complutense de Madrid)

Jorge Schwartz (Universidade de São Paulo)

Juana Liceras (University of Otawa)

María de la Concepción Piñero Valverde (Universidade de São Paulo)

Marta Baralo (Universidad Antonio de Nebrija)

Marta Luján (University of Texas)

Melchora Romanos (Universidad de Buenos Aires)

Neide Therezinha Maia González (Universidade de São Paulo)

Nora Catelli (Universidad de Barcelona)

Oscar Díaz Fouces (Universidad De Vigo)

Raúl Antelo (Universidade Federal de Santa Catarina)

Roberto Bein (Universidad de Buenos Aires)

Rolena Adorno (Yale University)

Silvana Serrani Infante (Universidade de Campinas)

Stella Tagnin (Universidade de São Paulo)

Valquiria Wey (Universidad Nacional Autónoma de México)