Cenas do rádio em Los Diarios de Emilio Renzi e em Black out

  • Miriam Viviana Gárate Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Literatura e experiência, Ricardo Piglia, María Moreno

Resumo

O artigo propõe um diálogo entre Los diarios de Emilio Renzi, de Ricardo Piglia (2015, 2016, 2017), e Black out, de María Moreno (2016a), a partir da leitura de alguns fragmentos nos quais se põe em cena uma “imaginação intimista” (Link, 2007) ou, recorrendo às palavras de Renzi em seu diário, a “pré-história de uma imaginação pessoal”. A evocação de escutar rádio nos dias de infância e juventude, comum aos narradores de ambos os livros, remete a uma experiência vital, a um imaginário de época e à genealogia de uma poética que busca equacionar registros verbais e gêneros discursivos heterogêneos, e abrir-se à experimentação e à “escuta das reverberações do mundo”, como cita Horacio González (2017), na escrita.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-06-19
Como Citar
Gárate, M. (2019). Cenas do rádio em Los Diarios de Emilio Renzi e em Black out. Caracol, (17), 399-417. https://doi.org/10.11606/issn.2317-9651.v0i17p399-417
Seção
Dossiê (Interferências)