REINALDO AVEC SADE

  • Eliane Robert Moraes
Palavras-chave: Marquês de Sade – Reinaldo Moraes – Pornopopéia - Histoire de Juliette – erótica literária – literatura brasileira – literatura francesa

Resumo

Distantes entre si no tempo e no espaço, as literaturas de Sade e de Reinaldo Moraes parecem observar os mesmos princípios. De fato, num e noutro, as recorrentes fantasias de desmoronamento sempre valorizam o choque, o assombro e a instantaneidade do evento, tendo em vista a produção da catástrofe. Além disso, a trajetória do herói de Pornopopéia não é menos atribulada que a da protagonista de Histoire de Juliette, evidenciando o mesmo gosto pelo excesso. Se a miséria lapidar de Zeca coincide com a incalculável riqueza da devassa sadiana é porque, apesar de suas posições extremadas, eles nada constroem, nada edificam, nada produzem, entregando-se por completo à vertigem da dilapidação. Um exame dos dois autores sugere que suas ficções eróticas “corrigem” o mundo segundo os imperativos do desejo, sem qualquer constrangimento, seja ele de ordem moral, ética, política, religiosa ou psicológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-18
Como Citar
Moraes, E. (2015). REINALDO AVEC SADE. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 1(26), 93-105. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/108662
Seção
Artigos