A concepção normativa do progresso segundo Condorcet

Autores

  • Sidney Reinaldo Silva Instituto Federal do Paraná

Resumo

O texto aborda a forma como, na filosofia de Condorcet, a arte social, o agenciamento político, se orienta pela norma do progresso. Argumenta-se que a normatividade associada ao conceito de progresso, como fato e valor, é imanente, ou seja, não se define como um dever ser idealizado ou modelo de perfeição orientador da decisão, mas como o que melhor será num contexto de aperfeiçoamentos acumulados e a se realizarem.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sidney Reinaldo Silva, Instituto Federal do Paraná

Graduação em Filosofia pela PUCCAMP. Mestrado e Doutorado em Filosofia pela UNICAMP. Professor de Filosofia do IFPR Campus Paranaguá. Coordenador Adjunto do Programa de Mestrado Acadêmico em Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) do IFPR Campus Paranaguá.

Downloads

Publicado

2018-12-20

Como Citar

Silva, S. R. (2018). A concepção normativa do progresso segundo Condorcet. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(33), 79-95. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/132474

Edição

Seção

Artigos