Psicologia concreta e humanismo: Foucault crítico de Politzer

  • Carolina de Souza Noto Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: psicologia, psicanálise, crítica, Foucault, Politzer.

Resumo

No presente artigo pretendo confrontar a crítica que Foucault faz à psicologia e a psicanálise em seus textos da década de 1950, com aquela que Georges Politzer desenvolve em seu famoso Crítica dos fundamentos da psicologia, de 1928.  Trata-se de mostrar que apesar de alguns pontos de convergência, a crítica de Foucault é, desde o início, mais radical que a de Politzer e atinge a própria psicologia concreta proposta por este.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina de Souza Noto, Universidade Federal de Santa Catarina
Professora do Departamento de Filosofia da Universiade Federal de Santa Catarnia
Publicado
2018-12-20
Como Citar
Noto, C. (2018). Psicologia concreta e humanismo: Foucault crítico de Politzer. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(33), 6-20. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/143958
Seção
Artigos