O panoptismo eletrônico virtual e sua ameaça ao exercício da atitude crítica

  • César Candiotto Pontifícia Universidade Católica do Paraná -PUC-PR
  • Sílvio Couto Neto Pontifícia Universidade Católica do Paraná -PUC-PR
Palavras-chave: Panoptismo, Relações de poder, Normalização, Atitude crítica, Michel Foucault

Resumo

Inspirado nas ideias de Michel Foucault, especialmente em sua exposição quanto ao modelo de operacionalidade do panóptico na sociedade disciplinar, o texto pretende analisar até que ponto grupos com posições estratégicas privilegiadas no exercício do poder e definidos por suas posições econômicas utilizam-se de ferramentas eletrônicas, tais como as redes sociais, para obter uma enorme quantidade de informações privilegiadas dos indivíduos usuários dessas redes. Esses dados obtidos são tratados através do uso dos mais diversos e avançados ramos do saber. Assim, transformam-se tais informações em saber específico e, por meio da utilização desse saber desenvolvido, parece ser possível exercer um enorme poder de normalização sobre as condutas humanas. Entende-se que essa atuação normalizadora pode representar um risco à possibilidade do exercício da atitude crítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

César Candiotto, Pontifícia Universidade Católica do Paraná -PUC-PR

Doutor em Filosofia pela PUC-SP. Professor e pesquisador do Doutorado em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), onde também é professor do Mestrado em Direitos Humanos e Políticas Públicas. Bolsista de Produtividade do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico)O presente artigo foi realizado com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Chamada Universal 28/2018, Processo: 422565/2018-0, e como resultado parcial da Bolsa de Produtividade em Pesquisa, do CNPq (2018-2021), Processo: 307257/2018-5, ambos executados na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Sílvio Couto Neto, Pontifícia Universidade Católica do Paraná -PUC-PR

Doutorando em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Mestre em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). 

Referências

BITENCOURT, C. R. Falência da pena de prisão: causas e alternativas. 2ª ed., São Paulo: Saraiva, 2001.

CADWALLADR, C., GRAHAM-HARRISON, E. The Guardian. Revealed: 50 million Facebook profiles harvested for Cambridge Analytica in major data breach. Disponível em: <https://www.theguardian.com/news/2018/mar/17/cambridge-analytica-facebook-influence-uselection>. Acesso em: 20 nov 2018.

CADWALLADR, C. The Guardian. The great British Brexit robbery: how our democracy was hijacked. Disponível em: <https://www.theguardian.com/technology/2017/may/07/the-great-britishbrexit-robbery-hijacked-democracy>. Acesso em: 21 nov 2018.

DELEUZE, G. Post-Scriptum: sobre as Sociedades de Controle. In: Conversações, Trad. Peter Pál Pelbart, 1ª ed., 3ª reimp., São Paulo: Editora 34, 2000, pp 219-226.

FOLHA DE SÃO PAULO. Documento confirma oferta ilegal de mensagens por WhatsApp na eleição. Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/10/documento-confirma-ofertailegal-de-mensagens-por-whatsapp-na-eleicao.shtml>. Acesso em: 22 nov 2018.

FOUCAULT, M. Des supplices aux cellules. In: Dits et écrits I. 1954-1975. Édition établie sous la direction de Daniel Defert et François Ewald avec la collaboration de Jacques Lagrange. Paris: Quarto/Gallimard, 2001a, vol. I. pp. 1584-1588.

FOUCAULT, M. Sur les façons d’écrire l’histoire. In: Dits et écrits I. 1954-1975. Édition établie sous la direction de Daniel Defert et François Ewald avec la collaboration de Jacques Lagrange. Paris: Quarto/Gallimard, 2001b, vol. I. pp. 613-628.

FOUCAULT, M. La société punitive. Cours au Collège de France. 1972-1973. Édition établie sous la direction de François Ewald et Alessandro Fontana, par Bernard E. Harcourt. Paris: EHESS/Gallimard/Seuil, 2013a.

FOUCAULT, M. A verdade e suas formas jurídicas. Conferências proferidas na PUC-RJ por Michel Foucault em 1973. Trad. Eduardo Jardim e Roberto Machado, Rio de Janeiro: Nau, 2013b.

FOUCAULT, M. Qu’est-ce que la critique? Suivi de La culture de soi. Édition établie par Henri-Paul Fruchaud et Daniele Lorenzini. Paris: Vrin, 2015. pp.33-80.

FOUCAULT, M. Surveiller et punir: Naissance de la prison. Paris: Gallimard, 1975.

FOUCAULT, M. Sécurité, territoire, population. Cours au Collège de France. 1977-1978. Édition établie sous la direction de François Ewald et Alessandro Fontana, par Michel Senellart. Paris: EHESS/Gallimard/Seuil, 2004a.

FOUCAULT, M. Naissance de la biopolitique. Cours au Collège de France. 1979. Édition établie sous la direction de François Ewald et Alessandro Fontana, par Michel Senellart. Paris: EHESS/Gallimard/Seuil, 2004b.

JAKOBS, Günther. Direito Penal do Cidadão e Direito Penal do Inimigo. In: ______; CANCIO MELIÁ, Manuel. Direito Penal do Inimigo – noções e críticas. Organização e Tradução André Luís Callegari e Nereu José Giacomolli. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2010.

LAZZARATO, Maurizio. As revoluções do capitalismo. Trad. Leonora Corsini, Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

O GLOBO. Time digital de Bolsonaro distribui conteúdo para 1.500 grupos de WhatsApp. Disponível em: <https://oglobo.globo.com/brasil/time-digital-de-bolsonaro-distribui-conteudo-para-1500-gruposde-whatsapp-23134588>. Acesso em: 22 nov 2018.

ORWELL, George. 1984. 2ª ed., trad. Wilson Velloso. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1957.

REVISTA ÉPOCA. Eduardo Bresciani. Filho de Bolsonaro diz que marqueteiro de Trump vai ajudar seu pai: Eduardo Bolsonaro fará contatos com Steve Bannon durante a campanha. Disponível em: <https://epoca.globo.com/filho-de-bolsonaro-diz-que-marqueteiro-de-trump-vai-ajudar-seu-pai-22963441>. Acesso em: 19 nov 2018.

THE WASHINGTON POST. After working for Trump’s campaign, British data firm eyes new U.S. government contracts. Disponível em: <https://www.washingtonpost.com/politics/after-working-for-trumpscampaign-british-data-firm-eyes-new-us-government-contracts/2017/02/17/a6dee3c6-f40c-11e6-8d72-263470bf0401_story.html?noredirect=on&utm_term=.663c452fe98e>. Acesso em: 20 nov 2018.

UOL-UNIVERSO ON LINE. Facebook apaga contas do MBL antes das eleições: "violação dos padrões". Disponível em: <https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/rfi/2018/07/25/facebook-apagacontas-do-mbl-antes-das-eleicoes-violacao-dos-padroes.htm>. Acesso em: 22 nov 2018.

Publicado
2019-12-30
Como Citar
Candiotto, C., & Neto, S. (2019). O panoptismo eletrônico virtual e sua ameaça ao exercício da atitude crítica. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 2(35), 83-101. https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v2i35p83-101
Seção
Foucault, Políticas da arqueologia – 50 anos de A arqueologia do Saber (1969)

Dados de financiamento